Destaques Geral

Governo pode liberar volta às aulas em regiões na onda vermelha

28 de junho de 2021

Foto: Divulgação

BELO HORIZONTE – O Centro de Operações de Emergência de Saúde (Coes) deu parecer favorável ao retorno das aulas presenciais em municípios que estejam na onda vermelha do Minas Consciente, mas não prevê a volta na região Sul de Minas. Segundo informações do governo estadual, o assunto foi discutido em reunião na última sexta-feira e, a partir da análise técnica, o Comitê Extraordinário deve publicar um ato normativo recomendando e regulamentando as hipóteses de retorno em conformidade com os protocolos sanitários do Minas Consciente.

“Todo o processo de retomada das aulas presenciais em Minas Gerais está sendo feito de forma planejada, segura e gradual, respeitando os protocolos sanitários e os indicadores do plano Minas Consciente, que monitora os índices epidemiológicos no estado”, disse o secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti.

Segundo o governo do estado, alguns indicadores fornecem subsídios ao Comitê Covid para a decisão de retomada. Comparada com outras faixas etárias, a de 0 a 18 anos é uma das menos atingidas por casos de covid-19 em Minas Gerais. Apenas 7,4% dos casos confirmados e 0,2% dos óbitos estão neste grupo. Ao longo da pandemia, apenas 2,7% das crianças e jovens necessitaram de internação e a letalidade é de 0,18%.

Redução de internações

Outros dados também foram considerados para subsidiar a recomendação do Coes. Segundo o Comitê Covid, houve redução de 13% nas solicitações gerais para internação nas últimas quatro semanas e a taxa de incidência da doença caiu 3% nos últimos 14 dias e 14% nos últimos sete dias.

Eles também apontam o avanço na cobertura vacinal entre os idosos, com diminuição de óbitos e internações na faixa acima de 60 anos e a continuidade da vacinação em professores.

Retomada segura

A retomada foi autorizada, desde segunda-feira, 21, em escolas de municípios localizados nas ondas amarela ou verde do Minas Consciente, e nos quais as prefeituras não apresentaram nenhuma restrição.

Na reunião de sexta-feira, Coes-Minas deu parecer favorável  à retomada das aulas presencias também em municípios que ainda se encontram na onda vermelha do plano, mas não aprovou o retorno nas macrorregiões que se encontram na classificação de Cenário Epidemiológico e Assistencial Desfavorável. Estão neste estágio as macrorregiões Centro-Sul, Leste do Sul, Nordeste, Oeste e Sul. A retomada também será suspensa caso o estado volte para a onda Roxa do plano.

Macrorregiões

Vale do Aço e Sudeste permanecem na onda amarela, enquanto Centro, Jequitinhonha, Leste, Noroeste, Norte, Triângulo do Norte e Triângulo do Sul seguem na onda vermelha.