Destaques Esporte

Governo de Minas mantém 5ª rodada do Campeonato Mineiro

17 de março de 2021

Jogos serão disputados entre sexta e domingo; partida Coimbra x Atlético-MG terá horário alterado para o período da tarde por causa da determinação de restrições. / Foto: Divulgação

BELO HORIZONTE – Reunião entre representantes do Governo de Minas Gerais e da Federação Mineira de Futebol, nesta tarde, em Belo Horizonte, decidiu pelo recuo do que foi sinalizado pela manhã e a manutenção da disputa da quinta rodada do Campeonato Mineiro, entre sexta-feira e domingo.

Uma nova reunião, na próxima segunda-feira, irá avaliar a continuação do Campeonato Mineiro, após a disputa da quinta rodada. Os jogos mantidos acontecerão em meio à “Onda Roxa” do Minas Consciente, programa de enfrentamento à Covid-19, com medidas mais duras para tentar conter o avanço da pandemia, válidas por 15 dias e obrigatórias para todas as cidades mineiras.

Haverá mudança de horário, pelo menos, no jogo do Atlético-MG com o Coimbra, nesta sexta-feira, no Mineirão. O horário agora será 17h30, em vez de 21h30, como estava previsto anteriormente. Na manhã desta terça-feira, o governo de Minas Gerais havia sinalizado que iria proibir jogos de futebol em território mineiro a partir desta quarta-feira, inclusive os do Campeonato Mineiro, quando foi perguntado especificamente sobre o estadual.

Nós realmente consideramos, como área técnica, incoerente a manutenção de qualquer tipo de jogo”, afirmou Fábio Baccheretti, secretário estadual de Saúde. Após a reunião desta tarde, houve um recuo da sinalização sobre jogos válidos pelo Campeonato Mineiro.

Já as partidas de equipes de fora do estado seguem vetadas, com a adoção das medidas restritivas da Onda Roxa.
São Bento x Palmeiras seria disputado no Independência, nesta quarta, pelo Campeonato Paulista, mas foi adiado. Marília e Criciúma, marcado para quarta, em Varginha, passou para Cariacica, no Espírito Santo. O jogo será disputado na quinta, ainda com horário a ser definido.

Seria muito incoerente a gente tomar uma medida tão dura e tão restritiva, como essa que estamos tomando no estado, e permitir que jogos de outros estados acontecessem aqui em Minas Gerais. A Onda Roxa, diferentemente de outras ondas do programa Minas Consciente, é obrigatória. Todo município tem que aderir à Onda Roxa, e, dessa forma, o futebol de outro estado não poderá funcionar pela obviedade da falta da possibilidade de hotéis funcionarem e tudo isso. Isso se expande a todos os municípios de Minas Gerais”, Baccheretti, na coletiva pela manhã.