Destaques Esporte

Governo de MG é favorável ao público nos estádios, diz presidente da FMF

12 de julho de 2021

Foto: Divulgação

BELO HORIZONTE – O presidente da Federação Mineira de Futebol, Adriano Aro, afirmou que o governo estadual se mostrou favorável ao retorno do público aos estádios, “desde que obedecidas todas as normas de segurança”. Uma reunião com o secretário de saúde, Fábio Baccheretti, está agendada para a próxima semana. Nesse encontro, será apresentado um protocolo com todas as diretrizes para que os torcedores possam frequentar as arquibancadas sem correr riscos de serem contaminados pela COVID-19.

Estive hoje na secretaria de saúde do estado de Minas Gerais conversando com o secretário de saúde Fábio Baccheretti. Em nossa conversa, o secretário adiantou que o Governo de Minas Gerais é favorável ao retorno do público aos estádios, desde que obedecidas todas as normas de segurança. Por isso, a secretaria de saúde vem trabalhando um protocolo técnico que permita o retorno das torcidas ao estádio. Teremos novamente público em Minas Gerais”, afirmou Adriano Aro, em vídeo publicado nas redes sociais da FMF.

Para viabilizar isso, ficou decidido que na próxima semana a equipe técnica da secretaria fará uma apresentação à Federação Mineira de Futebol explicando os novos requisitos e o formato deste protocolo. Protocolo este que viabilizará o retorno do público aos estádios de Minas Gerais. Assim que houver esse protocolo, a Federação estabelecerá as diretrizes para que possamos ter novamente público em Minas Gerais”, complementou o presidente da Federação.

O secretário Fábio Baccheretti explicou que a presença de público ocorrerá em cidades que estejam na “Onda Verde” do programa Minas Consciente. Neste momento, a única região habilitada é a do Vale do Aço, que tem o município de Ipatinga como possível sede de partidas no estádio João Lamego Netto, conhecido como Ipatingão.

Já o diretor de competições da FMF, Leonardo Barbosa, acredita em retorno gradual do público aos estádios.

A expectativa é essa, ter o protocolo na semana que vem e, a partir daí, as prefeituras liberando, a gente consegue avançar. Não sei dizer se serão 300, 500 pessoas, mas teremos um retorno gradual, com responsabilidade e cuidado. Estamos caminhando para isso”, disse.

Barbosa não sabe se o protocolo poderia ser aplicado em partidas do Campeonato Brasileiro, de modo que Cruzeiro, Atlético e América possam transferir os mandos de campo para Ipatinga.

Isso é de responsabilidade da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), em âmbito nacional. Para o Módulo II e Segunda Divisão (do Campeonato Mineiro) conseguiremos ter alguma coisa alinhada. Eles estão definindo requisitos de distanciamento, número de pessoas por metro quadrado”, disse.