Destaques Esporte

Galo enfrenta ‘segunda onda’ de covid-19 com 8 jogadores infectados

25 de junho de 2021

Nacho no treino de sábado; um dia depois, exames apontaram Covid-19:/ Divulgação

BELO HORIZONTE – O Atlético vive novo surto de covid-19 na Cidade do Galo. Desde o início de junho, oito jogadores testaram positivo para coronavírus e iniciaram o isolamento social. É a segunda vez em que o time fica bastante desfalcado em função dos casos. Em novembro do ano passado, o clube alvinegro viveu situação parecida, com ainda mais ausências em relação ao novo período.

Ao longo da pandemia, o clube já divulgou 42 casos de covid-19 na categoria profissional, incluindo jogadores, comissão técnica e funcionários que atuam no dia a dia. Neste mês, oito jogadores do elenco alvinegro testaram positivo para covid-19: os zagueiros Igor Rabello e Micael, os meio-campistas Dylan, Matías Zaracho, Nacho Fernández e Nathan, e os atacantes Marrony e Eduardo Sasha.

A reportagem tentou contato com médicos do clube para saber se o Atlético teme novos casos, já que os atletas que testaram positivo participaram de atividades e viagens com o restante do grupo. A assessoria de comunicação do Atlético informou que “segue todos os protocolos da CBF e dos órgãos de saúde, respeitando todas as orientações, reforçando com atletas e funcionários”.

No último sábado, 19, Micael, Dylan, Nacho, Nathan e Marrony treinaram normalmente com o grupo. No domingo, os jogadores foram informados que os testes para covid-19 foram positivos (o clube só confirmou oficialmente na segunda-feira). Já o atacante Eduardo Sasha, que vinha trabalhando normalmente e participou do jogo contra a Chapecoense, teve o seu caso confirmado nessa quarta.

O próximo boletim médico do Atlético sobre covid-19 deve ser divulgado no próximo sábado, véspera do jogo contra o Santos, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro. A expectativa fica para saber se os casos positivos cessarão no clube.

Uma semana antes da explosão de casos de coronavírus no Atlético, o gerente de futebol do clube, Gabriel Andreata, promoveu uma festa para comemorar o aniversário de 41 anos. Entre os quase 60 presentes no evento estava o grupo de profissionais que chegou ao clube com Jorge Sampaoli.

Apesar de não existir nenhuma confirmação de que o surto teve início após a festa, a situação gerou revolta de parte da diretoria do Atlético e desconfiança dos jogadores na comissão técnica. Naquela época, vários jogadores foram infectados após contatos na Cidade do Galo: Gabriel, Allan, Guga, Réver, Eduardo Vargas, Victor, Everson, Jair e Rafael.