Destaques Esporte

FPF e clubes encaminham proposta ao governo paulista para volta dos treinos

8 de junho de 2020

Federação Paulista de Futebol (FPF) e os 16 presidentes dos clubes do Campeonato Paulista esperam ter uma resposta. / Foto: Divulgação

SÃO PAULO – Membros da Federação Paulista de Futebol (FPF) e os 16 presidentes dos clubes do Campeonato Paulista da Série A1 esperam ter uma resposta do Governo do Estado até terça-feira para programar o retorno do futebol.

Em uma reunião por videoconferência, realizada nesta sexta-feira, ficou decidido FPF e os clubes encaminharão novamente ao governo e às prefeituras uma proposta minuciosa para a retomada dos treinamentos nas cidades em que estes ainda não foram liberados.

A federação ainda não tem autorização oficial do Governo Estadual para liberar os treinamentos. Segunda-feira à noite teremos uma reunião do Comitê Médico (da FPF) e na terça-feira será enviado um protocolo para o governo”, explicou o presidente do Santo André, Sydney Roquetto, em entrevista ao Estadão.

A iniciativa ganhou força, segundo a FPF, “diante da flexibilização da quarentena anunciada pelas autoridades públicas paulistas, inclusive com liberação a shoppings, que contam com cuidados menos rigorosos do que os previstos pelo protocolo do Futebol Paulista”.

Em nota nas redes sociais, a FPF informa que o novo protocolo irá prever a testagem de todos os profissionais, com retomada gradual dos treinamentos, iniciando com atividades individuais e em ambientes abertos.

O Campeonato Paulista foi suspenso em 16 de março por causa da pandemia do coronavírus, quando restavam duas rodadas a serem disputadas na fase de classificação e toda a etapa decisiva. Dos quatro grandes, apenas o Corinthians não estava avançando às quartas de final.
Nesta semana, o técnico do Palmeiras, Vanderlei Luxemburgo, disse ao Estadão que achava errado um time voltar e outro não, como está acontecendo no Brasil, e que isso poderia prejudicar algumas equipes. No caso do futebol paulista, os jogadores estão treinando em suas casas.