Destaques Geral

Fogo destrói vegetação e plantações na Barra

Por Ézio Santos / Especial

10 de setembro de 2020

um elevado número de bombeiros, brigadistas e voluntários tentavam controlar as chamas, que também provocaram a morte de animais. / Foto: Divulgação

S. J. BARRA – Um incêndio iniciado na antiga vila residencial da Usina Hidrelétrica de Furnas, na tarde de terça-feira, 8, já destruiu dezenas de hectares de árvores de grande porte do cerrado, vegetações rasteiras e altas, além de canaviais. Até o fechamento desta edição, um elevado número de bombeiros, brigadistas e voluntários tentavam controlar as chamas, que também provocaram a morte de animais.

A reportagem tentou, ao longo da tarde de ontem, 9, obter informações detalhadas sobre o fato, mas os soldados da 2ª Companhia do Corpo de Bombeiros de Passos e a coordenação da Brigada de Incêndio do bairro Furnas não puderam se comunicar oficialmente porque atuavam no combate às chamas. Os trabalhos começaram no início da tarde de terça-feira e se estenderam até a madrugada de quarta-feira, mas, ainda nas primeiras horas do dia, novos focos apareceram a situação saiu do controle.

No fim da tarde quarta-feira, Furnas emitiu uma nota explicando o ocorrido: “a Brigada de Incêndio da Usina de Furnas foi acionada dia 08/09, por volta das 14h45, para combater um foco de incêndio na serra em local de difícil acesso. O fogo se alastrou e chegou até a Estação de Piscicultura de Furnas, onde foi combatido com sucesso, sem danos às instalações. As chamas provocaram um curto-circuito na rede de distribuição, já controlado, e se aproximam dos fundos da vila residencial. A Brigada e o Corpo de Bombeiros de Passos continuam no combate. Ainda não há informações sobre a causa do incêndio”.

Conforme a assessoria da prefeitura de São José da Barra, na quarta-feira, “as chamas foram se alastrando rapidamente e ficaram incontroláveis. Uma faísca correu pela rede de energia elétrica e atingiu parcialmente a loja de artesanato que fica anexa ao posto de combustíveis da vila, mas foi controlada e ninguém se feriu”.

Ainda de acordo com informações da prefeitura, a Casa de Visitas e o Mirante 360 graus, localizado no alto da serra do VHS, foram atingidos pelo fogo, mas até o fim da tarde de quarta-feira não havia informação sobre vítimas. A vegetação no entono da vila e do perímetro urbano de São José da Barra ficaram em chamas o dia todo e havia pouca visibilidade em razão da intensa fumaça. O aeroporto de Furnas também estava ameaçado pelo incêndio.

Os trevos de acesso à Barra passando pela vila de Furnas e a rodovia que liga ao município de Alpinópolis também foram atingidos. Algumas lavouras de cana-de-açúcar não escaparam do fogo”, informou a assessoria.

No ano passado, Furnas registrou 26 desligamentos em linha de transmissão provocados por queimadas em todo o estado de Minas Gerais. Com o período de estiagem, a empresa alerta para as consequências do impacto do fogo nas linhas e torres de transmissão, que pode comprometer o abastecimento de energia de cidades e regiões.