Destaques Esporte

FMF divulga protocolo para retorno de público a estádios em Minas

23 de julho de 2021

FMF define protocolo para volta de público aos estádios de Minas. / Foto: Divulgação

BELO HORIZONTE – A Federação Mineira de Futebol (FMF), em acordo com a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, divulgou, nesta quinta-feira 22, um protocolo para o retorno do público aos estádios. No documento, a entidade estabelece diretrizes para uma volta gradual dos torcedores, que não engloba competições amadoras, de categorias de base e femininas. Veja, a seguir, o protocolo completo.

No ofício, a FMF estabelece algumas condicionantes para o retorno dos torcedores aos estádios de futebol em Minas Gerais, de acordo com as ‘ondas’ estabelecidas pelo programa ‘Minas Consciente’. Entre elas, não será permitida a presença de menores de 18 anos e gestantes; não será permitida a presença de público em cidades na ‘Onda Vermelha’; será necessária autorização expressa das Prefeituras das cidades; medidas para reduzir contato entre pessoas e não será permitida a venda de bebidas alcoólicas.

É imprescindível que haja autorização dos municípios para a realização de jogos com público. Além disso, os clubes mandantes devem solicitar, com dez dias de antecedência, a liberação da comercialização de ingressos e garantir o cumprimento de todas as medidas sanitárias.Apenas cidades que estejam enquadradas nas ondas amarela e verde poderão ter seus estádios reabertos para a presença de público.

Mediante apresentação do pedido de público e das comprovações necessárias, a FMF promoverá visitas aos estádios que receberão os jogos. Caso atendam as condições exigidas, estará apta a venda de bilhetes para os jogos. No ato da comercialização, que deve ser feita até, no máximo, 24 horas antes de cada confronto, os clubes devem divulgar todas as orientações de prevenção da COVID-19 para os torcedores.

Para acessar o estádio, os cidadãos terão que cumprir exigências, como Submissão ao controle de temperatura corporal: em caso de temperatura superior a 37,5°C, o indivíduo será impedido de acessar a arquibancada e Apresentação do cartão de vacinação com imunização completa ao coronavírus (mínimo 15 dias após a aplicação da segunda dose, se for o caso) ou resultado de exame PCR positivo para a COVID-19 (com, no mínimo, 15 dias e, no máximo, 90).