Destaques Geral

Floriculturas preveem aumento de até 50% nas vendas para o Dia das Mães

Por STÉFANY DIAS / Especial

7 de Maio de 2021

A empresária Patrícia Garcia, da Floricultura Duas Irmãs aposta na venda de várias plantas para a composição do Urban Jungle. / Foto: Divulgação

PASSOS – A procura por flores para presentear as mães neste domingo, 9, tem aumentado, segundo alguns empresários do setor que foram ouvidos pela reportagem. O Dia das Mães é, historicamente, um dos melhores momentos para a comercialização de flores, arranjos e vasos. A expectativa é que as vendas tenham aumento de até 50% em relação aos anos anteriores, mesmo com a pandemia.

Patrícia Garcia, da Floricultura Duas Irmãs, disse acreditar que a pandemia foi, até certo ponto, favorável ao setor e que prevê aumento de 50% nas vendas.

Penso que o fato das pessoas ficarem em casa, e poderem dedicar um tempo maior às plantas, tenha sido um dos fatores que possibilitaram o aumento na procura por flores durante estes últimos meses, e, especialmente no Dia das Mães, tanto em 2020 quanto agora em 2021. A flor, seja um ramalhete, um arranjo, um vaso ou até mesmo um jardim inteiro, tenha se tornado o abraço que o filho está dando à mãe neste momento em que o isolamento se faz necessário para preservar vidas. E planta é vida”, disse a empresária.

Segundo ela, a loja vai funcionar no sábado e no domingo, atendendo no local e também por meio delivery, e as opções de presentes variam de R$3 até arranjos de R$200.

O que importa é a intenção. Temos trabalhado muito com plantas para montagem do Urban Jungle, que é um estilo de decoração que consiste em incluir plantas e elementos ligados ao meio ambiente concentrados no interior das residências. O objetivo é trazer um clima de natureza para moradias urbanas, proporcionando uma sensação de aconchego e bem-estar, principalmente neste momento de pandemia, isso tem sido uma terapia para muitas pessoas”, salientou Patrícia.

Gleice Oliveira, funcionária da floricultura Banca das Flores, afirma que o número de pedidos tem aumentado com a aproximação do Dia das Mães e que muitos clientes estão antecipando as compras. “Também estamos orientando a fazerem isso, justamente para evitar aglomeração no domingo”, afirma Gleice.

De acordo com Gleice, a floricultura costuma aumentar o estoque em datas festivas e as vendas têm aumentado.

Flores são presentes que nunca saem de moda e permanecem atemporais. Atualmente, as vendas foram adaptadas para entregas residenciais, a partir de encomendas online, mantendo assim a segurança na pandemia, sem perder a chance de homenagear quem se ama”, disse.

Para a sócia-proprietária da Floricultura São Luiz, Paulina Andrade, a procura tem sido igual á do ano passado.

Sobre o produto que tem mais saída, certamente são as orquídeas. Fizemos estoques de materiais em geral e, embora flor seja um produto complicado para fazer estoque, trabalhamos com a expectativa de vender tudo, pois não dá para estocar por muito tempo. O funcionamento será, no sábado, das 8h às 16h, dependendo do movimento, e, no domingo, das 8h até 13h, mas claro, se houver procura após estes horários estaremos aqui para atender”, afirma Paulina.

Desde 1999 no ramo de floricultura, o empresário Izael Ferraretto, da Floricultura Emilly, afirma que não tem expectativa tão positiva e que comprou menos da metade dos produtos adquiridos no ano passado.

Nosso carro-chefe é a orquídea. Em 2020, comprei 400 unidades, já neste ano, comprei apenas a metade. E outra flor bastante vendida por nós é a violeta. No ano passado, comprei 500, já agora, comprei 100. Estou receoso por conta da pandemia e também porque os produtos tiveram aumento significativo. O que era vendido pelos comerciantes por R$45, neste ano está por R$80. Isso inviabiliza muito a compra. Mas, de todo modo, entendo que teremos boas vendas, principalmente para os clientes que fidelizamos. Temos aqui verdadeiros amigos que sempre compram conosco, por oferecermos produtos de qualidade e preços acessíveis”, afirmou.


Restaurantes se preparam para o almoço de domingo

Por FELIPE MISURACA / Especial

PASSOS – O Dia das Mães, que será comemorado no próximo domingo, 9, para muitos é sinônimo de confraternização. Mas, devido à pandemia do novo coronavírus, os encontros familiares têm se tornado menos frequentes. Para não deixar a data passar em branco, muitas famílias preferem realizar encontros em restaurantes, seja no almoço ou no jantar.

Em Passos, vários estabelecimentos estarão abertos para atender a demanda daqueles que preferem comemorar o Dia das Mães fora de casa. O restaurante Pintado D’ouro, localizado na Avenida da Moda, possui boas expectativas para domingo. De acordo com o gerente do local, o estabelecimento contará com um ambiente bem arejado e espaçoso para receber os clientes de forma segura.

Além disso, apesar da expectativa de público ser alta, haverá esforços para combater a proliferação da covid-19. O restaurante contará com distanciamento mínimo entre as mesas para evitar aglomeração, álcool em gel disponibilizado na entrada, mesas e banheiros. Para evitar a concentração de pessoas, o restaurante adotou o sistema de reservas de mesa. O funcionamento será das das 11h às 23h30.

A proprietária do restaurante Kampai, Ludmila Gianini, afirma que devido à pandemia, as pessoas estão preocupadas com aglomerações e que o estabelecimento tem recebido pedidos encomendas para presentear as mães por meio do serviço delivery. “Pelo que eu notei, os filhos estão dando de presente um combo para as mães”, afirma Ludmila.

O Kampai, localizado na Travessa Monsenhor João Pedro, vai funcionar das 18h30 até as 23h30, respeitando as normas de isolamento estabelecidas e vai realizar um sorteio, por meio de seu perfil no Instagram, para presentear uma mãe que estiver presencialmente no estabelecimento.