Coluna MG Destaques

Festival de Inverno Virtual

16 de setembro de 2020

Com o tema “Sou Minas Gerais”, a 46ª edição do Festival de Inverno de Itabira – cidade berço de nascimento do poeta e jornalista Carlos Drummond de Andrade -, iniciado dia 11/9 e que termina 20/9 -, acontece de forma virtual, devido à pandemia do COVID-19 que já matou mais de 925 mil pessoas no mundo, das quais mais de 130 mil no Brasil. O evento encerra o melancólico ciclo de gestão da superintendente da Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade, Martha Mousinho. E confira toda a programação do festival no link: https://fccda.com.br/novo/. (O Folha de Minas – Itabira).

O que você também vai ler neste artigo:

  • 13º pode ficar para 2021
  • Ação Solidária Dia das Crianças
  • BDMG abre mais de 68 mi em crédito
  • Acordo assegura cestas básicas
  • Aplicativo novo em Uberlândia

13º pode ficar para 2021

O pagamento do 13º salário dos servidores municipais pode sofrer atraso. A possibilidade foi sinalizada pela Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) diante da incerteza sobre a situação financeira a partir de outubro, quando está previsto o término do auxílio recebido pela Lei Complementar Federal nº 173, que estabelece o programa de ajuda aos municípios para o enfrentamento à Covid-19. “Entre junho e setembro, recebemos cerca de R$ 15 milhões mensais provenientes da Lei Complementar Federal nº 173, o que nos deu maior segurança. No entanto, ainda não há nenhum indicativo de que ela será prorrogada”, relatou Fúlvio Albertoni, secretário de Fazenda. (Tribuna de Minas – Juiz de Fora).

Ação Solidária Dia das Crianças

Ativa desde 2014, a “Campanha Solidária de Dia das Crianças” realizada pela Sommus Sistemas de Lagoa da Prata, está arrecadando doações para entidades do município, sendo elas Associação Sara Aparecida (ASA) – que atende em torno de 100 crianças – e Associação Municipal de Apoio As Vítimas de Violência (Amavi) – que atende 56 adolescentes de 10 a 17 anos. A campanha acontecerá até o dia 9 de outubro. Os interessados em contribuir doando leite, pacotes de doces, pirulitos, balas, bolachas, produtos de higiene pessoal e de limpeza, devem levá-los até a Avenida Dr. Antônio Luciano Pereira Filho, 485, Coronel Luciano, entre 8h e 18h, ou pelo telefone (37) 3261-9150. (Jornal Cidade MG – Lagoa da Prata).

BDMG abre mais de 68 mi em crédito

As micro e pequenas empresas mineiras terão à disposição mais R$ 68 milhões em recursos operados pelo Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), por meio do Pronampe – Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte. O limite de recursos anterior – disponibilizado ao banco pelo governo federal, nesta atual 2ª fase do programa, era de R$ 203 milhões. Com o aditivo, o novo limite passará para R$ 271 milhões. Na 1ª fase da oferta do Pronampe, ocorrida em junho e julho, o BDMG havia liberado 100% do limite de R$ 215 milhões que lhe foi garantido. “Este novo limite demonstra que o BDMG tem alocado com eficiência seus recursos e representa mais um fluxo de liquidez para os pequenos empreendedores reestruturarem seus negócios e planejarem o futuro”, afirma o presidente do banco, Sergio Gusmão. (Leopoldinense).

Acordo assegura cestas básicas

O Ministério Público do Trabalho (MPT) viabilizou a destinação de R$ 100 mil em prol de famílias carentes do município de Buritizeiro e para melhorias estruturais no Centro Socioeducativo de Pirapora (CSEP). O recurso está assegurado em um acordo judicial firmado entre o MPT, uma empresa agrícola e seus quatro responsáveis, investigados por manter trabalhadores em condição análoga à de escravo em uma fazenda produtora de feijão. Do valor total, R$ 50 mil serão repassados ao projeto de segurança alimentar Mesa Brasil do Serviço Social do Comércio de Minas Gerais (Sesc-MG), que fará a distribuição de cestas básicas para famílias vulneráveis da região de Buritizerio. (Folha Regional – Taboeiras).

Aplicativo novo em Uberlândia

O sistema de estacionamento rotativo Zona Azul de Uberlândia passa a contar com um novo aplicativo: Faixa Azul Digital-Uberlândia. A mudança ocorre a partir deste mês com o objetivo de otimizar o serviço e o saldo existente dos usuários, que utilizavam o antigo aplicativo Fácil Estacionar, será transferido automaticamente para a nova plataforma. Além de fazer o pagamento pelo o aplicativo por meio do cartão de débito e crédito, boleto bancário (a partir de R$ 50) e transferência (a partir de R$ 30).

Rede de Notícias do Sindijori MG