Destaques Geral

Feiras livres voltam a funcionar com restrições e sem pastel

25 de abril de 2020

PASSOS – As feiras livres de Passos voltaram a funcionar, desde o último dia 13, com a participação de novos produtores e restrições por conta da pandemia de covid-19. Uma das principais atrações, as barracas de pastel, ainda estão proibidas para evitar aglomerações de pessoas. Feirantes de outros municípios também ficaram de fora no retorno gradual implementado pela Prefeitura. Para suprir as baixas, a administração cadastrou seis produtores da agricultura familiar.

De acordo com o diretor de Associativismo e Produção da Secretaria de Agricultura de Passos, Gilberto Donizete Ribeiro, as feiras voltaram com novas regras para evitar o contágio pelo novo coronavírus. “Seguindo recomendações de quatro metros de distância entre as barracas, medidas de higiene como o uso do álcool em gel por todas os trabalhadores e também para que os clientes possam se prevenir, a manipulação de dinheiro feita apenas por uma pessoa e a proibição de aglomerações. Estas são as recomendações da Prefeitura. Segundo ele, fiscais da Prefeitura e da Brigada de Enfrentamento estão de olho para garantir o cumprimento das regras.

O diretor afirma que, por conta da proibição de feirantes que vinham de fora do município para participar das feiras livres em Passos, a administração supriu com produtores do município. “Nós procuramos novos produtores para participar da feira porque tinha alguns que são de outros estados e, infelizmente, esses produtores estão bloqueados de participa. Tivemos uma adesão maciça, com uma ampliação de seis novos produtos e com probabilidade de aumentar para mais de dez. Estamos buscando esses produtores na zona rural e, dessa forma, também diversificar os alimentos para as pessoas da cidade. A feira está aberta apenas para hortifrúti e granjeiros, pastel e alimentos, produtos importados e afins ainda não foram liberados para evitar aglomeração, e além disso, pastel é manipulado na hora e, dessa forma é proibido, tem que ser embalado e a pessoa só pega e leva”, afirma.

Graciane Rodrigues Pimenta, produtora de hortifrúti, comemorou a volta a atividade. “A gente sempre dependeu disso. A gente produz e precisa vender esses produtos senão não temos dinheiro, com a parada da feira, tinha complicado muito pra gente, mas agora que voltou, podemos voltar à atividade de sempre e assim, pagar nossas contas”, disse.

As feiras que estão em atividade são as de quarta, que acontece próxima à Avenida Poços de Caldas, na Penha, de manhã. A de Sábado, que acontece na praça do estádio Starling Soares, no bairro Belo Horizonte, também no período da manhã e a de domingo, na avenida JK, no bairro São Benedito. A feira da Praça do Rosário, em frente a Prefeitura, continua suspensa.