Destaques Geral

Farmácias de Passos registram queda nas vendas de álcool em gel

Stéfany Dias / Especial

28 de junho de 2021

Os preços do produto que sofreram aumento no início da pandemia, agora seguem estabilizados:/ Reprodução

PASSOS – A venda de álcool em gel teve queda de até 50% em farmácias de Passos. Levantamento realizado pela Folha aponta que a comercialização do produto entre caiu entre 20% e 50%. Em cerca de 30% dos estabelecimentos consultados, a demanda se manteve alta nos últimos meses. Uma pesquisa realizada pela Farmacias App, aplicativo de venda on-line de saúde e beleza, mostra que em abril as vendas de álcool em gel caiu 59,5% no país.

De acordo com o empresário Geraldo Magela Kallas, proprietário de uma rede farmácias no município, a procura pelo produto diminuiu nos últimos meses, mesmo com os preços mias baixos do que os registrados após o início da pandemia.

“Acredito que pela oferta nos pontos de vendas terem aumentado e também pela população estar baixando a guarda, não se preocupando tanto como antes, teve essa diminuição. No início, os preços oscilaram para cima exorbitantemente, mas de setembro do ano passado pra cá os preços despencaram” afirmou Magela.

Segundo Vinícius Cesar Rodrigues de Souza, que trabalha como atendente de uma rede de farmácias, a venda de álcool gel não sofreu alterações no estabelecimento.

“Nossas vendas ainda se mantêm na mesma proporção. Neste mês, tivemos um aumento na procura do álcool de frasco menor, que pode ser carregado na bolsa.” disse.

Para ele, com o aumento de número de casos de infecção pelo coronavírus registrado nos últimos meses, a população passou a se prevenir mais, como no início da pandemia.

“Temos um estoque considerável nas três lojas”, disse.

O farmacêutico Amilton de Oliveira Júnior, que atua como gerente em uma farmácia, também relata que as vendas continuam altas e que os preços se estabilizaram.

“O estoque da loja se mantém alto e buscamos sempre repor. Antes, o preço estava mais alto devido a grande procura, mas agora voltou a se normalizar, apesar de continuar um pouco elevado.” disse Oliveira Júnior.

A estudante de medicina Giovanna Gabriele Teles Mariano afirma que mantêm o hábito de utilizar álcool gel desde o início da pandemia.

“Compramos tanto para limpeza da casa como para uso nas mãos. No começo da pandemia, lembro de ter tido um aumento considerável, ultimamente não percebi um aumento exorbitante”, disse ela.

Para a proprietária de um estabelecimento alimentício Lilian Dias, a utilização do álcool em gel é importante manter a higiene e prevenção contra a covid-19.

“Tanto no estabelecimento comercial, quanto residencial, o consumo de álcool gel aumentou bastante. Mesmo com o aumento no preço que teve no começo da pandemia, não deixei de consumir”, conclui.