Destaques Geral

Fabricante de couro deve investir R$7 milhões em unidade em Itaú

Por Talita Souza / Especial

1 de julho de 2021

A parceria contará com um investimento de R$ 7 milhões e deverá aumentar 1,2% o número de empregos formais no município. / Foto: Divulgação

ITAÚ DE MINAS – A empresa Treat Couros deve investir R$7 milhões na instalação de uma unidade industrial no setor de curtume em Itaú de Minas. O anúncio foi feito nesta quarta-feira após uma reunião de representantes da empresa com o prefeito Norival Lima, secretários municipais e vereadores e a expectativa é de gerar seis empregos, de imediato, e chegar a 45 até 2023.

De acordo com o secretário de Planejamento, Desenvolvimento Econômico e Turismo, Mackson Antônio da Silva, essa é a primeira indústria a se instalar no município em um período de 20 anos e a expectativa é incremento em torno de 1,2% no número de empregos formais na cidade.

Eles vão trabalhar com mão de obra do município, mão de obra técnica, que nós ainda não temos, mas eles vão estar trazendo e treinando nosso pessoal. A empresa já tem CNPJ em Itaú e, então, ela vai ser uma empresa de Itaú de Minas”, destacou Silva.

Participaram da reunião, além do prefeito e do secretário de Planejamento, o vice-prefeito, Matheus Vilela, os secretários de Administração, Matheus Henrique de Sousa, e de Obras, José Euripedes Roriz, os vereadores Davi Sousa, Fabiano Lima, Geovan dos Santos, Maria Elena Faria e Cláudia Calixto e os diretores da empresa José Ronaldo Costa e José Romoaldo e o gestor comercial, Rulian Urquiza.

De acordo com Urquiza, na unidade de Itaú de Minas será implantado um plano de divisão de acabamento de couro voltado para os segmentos do agronegócio e de calçados para segurança.

A empresa existe há mais de 30 anos, ela produz couros, desde calçados de moda e cintos, bolsas e artefatos em geral. Porém, nós enxergamos nesse nicho de mercado uma oportunidade de crescer”, disse

Ainda de acordo com o gestor comercial, o projeto é atuar, inicialmente, como uma acabadora. “Um dos planos aqui também é fazer couro para a segurança. Esse couro ficou pronto, uma das ideias é já produzir o cabedal do calçado. Então assim, dentro do que foi planejado nós estamos bem pés no chão e isso pode se tornar maior ainda”, disse Urquiza.