Destaques Geral

Evangélicos fazem campanha de oração

Por Ézio Santos / Especial

20 de janeiro de 2021

Foto: Ézio Santos

PASSOS – Desde a última segunda-feira, dia 18, pastores e fiéis agregadas à Associação de Pastores e Ministros Evangélicos de Passos e Região (Amep) estão promovendo uma campanha de oração em ação de graças pelos profissionais da área de saúde que estão na linha de frente do enfrentamento da covid-19 do município, os pacientes na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Misericórdia de Passos, bem como aos familiares de todos que sofrem a consequência da crise epidemiológica. Serão sete noites seguidas de preces em frente ao hospital que recebe pacientes de dezenas de cidades das regiões Sudoeste, Oeste e Sul do Estado.

O pastor e vice-presidente da Amep, Washington José de Almeida, de 45 anos, explicou que os evangélicos associados à entidade estão apavorados com o crescente número de casos da covid em Passos e região, bem como com a letalidade da doença junto aos médicos e enfermeiros.

Precisamos da intercessão divina na causa. Por isso, resolvemos, todos os dias, entre 22h e 22h30, formarmos uma corrente humana em frente à Santa Casa, cumprindo à risca todas as medidas para evitar a contaminação do vírus”, explicou.

Entre 10 e 15 fiéis, por meio do sistema de revezamento diário, os evangélicos louvam a Deus para que cesse o mais breve possível o contágio e a mortandade de seres humanos, não só aqui, mas em todo o Brasil e outros países. Nós vamos prosseguir com a campanha até o próximo domingo”, disse o líder que estará no local todos os dias.

Nós completamos mais de uma semana sem cultos e reuniões para evitar aglomerações nas igrejas. Foi uma decisão isolada da Amep, mas se for necessário, vamos prorrogá-la com ou sem decreto municipal. A situação que a região vive desde o final do ano passado em relação à covid é extremamente preocupante. Temos que unir forças, e dar exemplos para a crise ir embora de vez por todas. Muita gente acredita que não será contaminado pelo vírus, mas não é assim. Nunca podemos pensar desta forma. Por hora, a prevenção é o principal remédio contra este mal diabólico. Em breve, teremos a opção pela vacina”, disse Washington.

O secretário-geral da Amep, Rogério Jesuíno dos Santos, informou que a associação buscou orientações junto à coordenação da Brigada Municipal de Enfrentamento à Covid e foi autorizada a campanha da forma que está ocorrendo.

O mais importante de tudo é a participação indireta dos enfermos e equipe de profissionais do hospital que, pelas janelas, nós observamos e sentimos naquele momento de fé em todos que lá estavam”. Segundo informações da Santa Casa, em dez meses 140 profissionais foram infectados pelo novo coronavírus.