Destaques Política

Estudantes entregam propostas elaboradas no Parlamento Jovem

24 de junho de 2022

Os alunos estão matriculados em quatro escolas estaduais de Passos./ Foto: Divulgação.

PASSOSEstudantes de Passos que participam do Parlamento Jovem de Minas 2022 fizeram a entrega das propostas de lei na tarde dessa quarta-feira, 22, no plenário da Câmara.

Segundo informações do Legislativo, as propostas, elaboradas por alunos do Ensino Médio de quatro escolas estaduais de Passos, participantes do PJ, passaram na plenária municipal e foram encaminhados formalmente aos representantes do Câmara e do Executivo municipal. Elas serão analisadas pela prefeitura, que poderá transformá-las em projetos de lei ou indicações.

Na ocasião, o Executivo estava sendo representado pela secretária municipal de Saúde, Vanessa Freire, que foi quem recebeu as propostas dos estudantes. Ainda nesta semana os jovens darão sugestões para o tema do Parlamento Jovem de Minas de 2023 e, feito isso, a etapa municipal será encerrada.

O tema deste ano é “Saúde Mental do Jovem”. Foram apresentadas doze sugestões de leis, divididas pelos três subtemas do projeto que são “Políticas Públicas de Prevenção e Tratamento em Saúde Mental”, “Estratégias da Comunidade para Promoção da Saúde Mental” e o “Uso Saudável das Novas Tecnologias”.

No evento, estavam presentes o presidente da Câmara, Alex de Paula Bueno, o vereador Francisco Sena, o servidor da Câmara Vinícius Muzetti, os vereadores e coordenadores Aline Macedo e Michael Silveira Reis.

Aprendizado no Parlamento Jovem

“Fizemos visitas a vários lugares como o Caps I, Caps AD, as Residências Terapêuticas, onde fomos muito bem recebidos e tivemos a oportunidade de conhecer como esses serviços funcionam. Tivemos visitas de vários profissionais da área da saúde mental, que nos orientaram, e falamos como é importante discutir sobre o tema. Com isso, nossa equipe do PJ foi capaz de elaborar propostas sobre esse problema”, afirma o aluno do 3º ano do ensino médio da Escola Estadual Nazle Jabur, Kawan Aureliano da Silva.

Para Ana Luíza Ottoni, aluna do 1º ano do ensino médio da Escola Estadual São José, o projeto permitiu que os estudantes tivessem acesso a opiniões diferentes das suas e proporcionou um processo reflexivo sobre o tema.

Carlos Henrique Pereira da Silva, aluno do 3º ano do ensino médio da Escola Estadual Professora Júlia Kubitschek, a entrega das propostas foi um momento incrível. “Hoje viemos entregar nossas propostas sobre o tema estudado neste ano: Saúde mental. Um dia incrível onde nós alunos do Parlamento Jovem, entregamos oficialmente todas as ideias e sugestões, formadas com tudo que aprendemos até aqui. Gostamos muito de como a Câmera nos recebeu com respeito e muito carinho. Que os jovens tenham mais participação na política pública do município”, disse Carlos.

PROPOSTAS PJ/2022 – PASSOS – SAÚDE MENTAL DO JOVEM

POLÍTICAS PÚBLICAS DE PREVENÇÃO E TRATAMENTO EM SAÚDE MENTAL

Políticas Públicas de Prevenção e Tratamento em Saúde Mental

  • Ampliar a realização de campanhas publicitárias e de divulgação sobre o tema Saúde Mental visando a prevenção e orientação dos locais onde procurar ajuda/tratamento;

  • Ter psicólogas nas escolas para acolhimento e encaminhamento de casos específicos e palestras de orientação para todos;

  • Implantação do CAPS I e CAPS III; e

  • Ampliação do atendimento psicológico nas Unidades Básicas de Saúde, com atendimento exclusivo para jovens em horário estendido e alternativo.

Estratégias da Comunidade para Promoção da Saúde Mental:

  • Revitalização, reforma e conservação de espaços públicos de esporte cultura e lazer;

  • Criação de uma agenda anual de eventos para jovens com ao menos dois eventos mensais;

  • Rodas de conversas com pais e responsáveis sobre o tema Saúde Mental, buscando orientar e diminuir preconceitos referentes ao assunto; e

  • Realizar excursões para conhecer universidades, locais turísticos, empresas, dentre outros, com intuito de ampliar horizontes e conhecimentos.

Uso saudável das novas tecnologias:

  • Criação de Bibliotecas Públicas físicas e virtuais em um mesmo local, com instrutores para auxiliar o entendimento e uso da tecnologia de forma benéfica;

  • Realização de audiências onlines entre diretores e jovens protagonistas de diferentes escolas de forma permanente e continuada para discussão de assuntos comuns;

  • Realização de campanhas de conscientização e orientação sobre o uso das tecnologias, buscando esclarecer a ilusão de “vida perfeita” apresentada nas redes sociais; e

  • Inserir na grade curricular escolar, aulas de utilização saudável/benéfica das novas tecnologias.