Destaques Geral

Empresa suspende linha de ônibus entre Passos e Fortaleza

Por Ézio Santos / Especial

14 de agosto de 2020

Foto: Arquivo FM

PASSOS – Os usuários do transporte coletivo intermunicipal entre Passos e Fortaleza de Minas ficarão temporariamente sem o serviço prestado pela Viação Rápido Sudoestino. A informação foi revelada nesta quinta-feira, 13, pelo gerente da empresa, Adilson Januário da Silva, depois de receber autorização da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra). A decisão passa a valer a partir da próxima segunda-feira, 17.

O itinerário é realizado três vezes ao dia, exceto aos sábados e domingos. No entanto, o baixo número de passageiros registrado desde o início da pandemia do novo coronavírus foi o motivo da paralisação do serviço.

Essa linha regular sempre foi deficitária, mas, quando a Votorantim Metais operava em Fortaleza, compensava, porque ela repassava uma certa quantia em dinheiro por mês à Sudoestino, relativa às passagens, em razão do elevado número de funcionários que moravam em Passos. Depois que a empresa cessou os trabalhos em definitivo e, posteriormente, vendeu a área produtiva e a usina de processamento, a situação piorou de forma considerável”, afirmou Januário.

O gerente conta ainda que, para tentar minimizar o prejuízo, fez, recentemente, a troca de um veículo de tamanho comum para micro-ônibus, mas a tentativa foi em vão.

Hoje, tem horário que três usuários saem da rodoviária e volta apenas um. O preço da passagem é de R$ 6,30 e estamos tendo um déficit de R$ 7 mil por mês nessa linha. O fechamento da rodoviária de Passos por 45 dias, e a elevada quantidade de caroneiros, por ser uma cidade pequena, também prejudicaram imensamente o fluxo regular de viajantes dos ônibus para Fortaleza e vice-versa. Esperamos que a crise causada pela pandemia passe rápido para que possamos voltar a operar a linha”, disse.

Januário ressalta que, logo no início da pandemia, suspendeu a linha intermunicipal regular de Passos a Guaxupé, cujos veículos passavam por Itaú de Minas, São Sebastião do Paraíso, Itamogi, Monte Santo de Minas, Arceburgo e Guaranésia:

Com muita dificuldade financeira, mantemos poucos horários nos trajetos até São João Batista do Glória e Itaú, considerados como transporte coletivo semiurbano, além das linhas comerciais para Delfinópolis e Piumhi”.

Para se manter em operação e superar a crise que assola o país, o gerente afirma que a Sudoestino vem se esforçando ao máximo.

Desde março reduzimos em aproximadamente 60% o número de funcionários, frota de ônibus e despesas em geral. Estamos no limite. A esperança é que tudo melhore o mais breve possível”, finalizou.

Prefeito diz que ficou abalado com decisão

FORTALEZA DE MINAS – O prefeito de Fortaleza de Minas, Adenilson Queiroz (PSB), diz que ficou abalado ao saber da decisão tomada pela Viação Sudoestino.

O Januário veio na prefeitura na quarta-feira, dia 12, e me falou que sexta-feira seria o último dia que a empresa continuaria fazendo a linha Passos/Fortaleza. Afirmou ainda que já tinha em mãos o documento da Seinfra. Acho que ele deveria ter me procurado antes para, quem sabe, uma negociação entre as partes, e não interromper o transporte de imediato”, lamentou.

Diante da situação, Queiroz conta que na quinta-feira, 13, foi à sede regional do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG), em Passos, para discutir uma possível solução para o problema, e hoje irá até a Seinfra, em Belo Horizonte, tratar do mesmo tema.

Já revelei o assunto às autoridades competentes da comarca de Jacuí, porque a única linha regular de ônibus que temos para outra cidade é essa. Fui até na CAF Transportes em Passos para saber sobre a possibilidade de a empresa substituir emergencialmente o serviço da Sudoestino. Calculo que em torno de 50 pessoas daqui trabalham em Passos e necessitam do transporte coletivo. Estão todos desesperados, mas nos próximos dias acredito que resolveremos essa adversidade”, pontuou.