Destaques Geral

Educandário comemora 70 anos em Passos

Por Adriana Dias / Redação

17 de outubro de 2020

Foto: Divulgação (Agência Brasil)

PASSOS – O Educandário Senhor Bom Jesus dos Passos comemora no próximo domingo, 18, seus 70 anos de atuação em Passos e início das atividades rogacionistas no continente latinoamericano. Para as festividades religiosas neste sábado, 17, tem o encerramento do tríduo a Santo Anílal Maria de Francia, às 18h30, com o tema Santo Aníbal: pai dos órfãos e dos pobres, com transmissão pela Rede Século 21. E, no domingo, 18, acontece a missa em ação de graças a partir das 9h30 no salão social do Educandário. O padre Geraldo Tadeu Furtado, superior provincial dos rogacionistas, da Província Rogacionista São Lucas conta que é com grande amor que comemora os 70 anos da primeira casa fora da Itália. Ele conta que estar no Educandário, onde escolheu para fazer o seminário nesta data tão importante é realmente muito significante.

Com muita sinceridade, me sinto com o coração transbordante, porque eu me lembro muito bem quando fui seminarista e ajoelhado neste santuário, nestes bancos aqui onde estamos hoje, e, ainda teria 10 anos pela frente a percorrer, pedi a Deus e a Santo Aníbal que me ajudasse no discernimento da minha vocação. E, posso dizer que vivi intensamente a minha formação no seminário, acreditava todos os dias que seguiria em frente. Então, estar aqui hoje na missão que tenho, como superior provincial, primeiramente é uma graça de Deus e o maior presente que pude ganhar Dele. Nunca imaginei que um dia voltasse na missão que tenho, de responsabilidade de toda a nossa província. É equiparada à responsabilidade de um bispo”, garantiu Furtado.

A primeira casa fora da Itália é aqui em Passos. Foi em 18 de outubro de 1950. Pertencemos à Congregação dos Rogacionistas do Coração de Jesus, iniciada por Santo Aníbal Maria Di Francia, em 1897, na cidade de Messina, no sul da Itália. Somos religiosos – padres e irmãos – consagrados a Deus por meio dos Conselhos Evangélicos de Pobreza, Castidade e Obediência. Além destes, professamos um quarto voto, o Zelo pelo Rogate. Vivemos em comunidade, partilhamos a vida de oração, estudo e trabalho. Nosso carisma é o Rogate, palavra latina que significa rogar, pedir, rezar. Foi pronunciado por Jesus quando disse: “Rogai ao Senhor da messe que envie operários para sua messe” (Mt 9,38; Lc 10,2). Hoje vivemos esse carisma esforçando-nos por rezar pelas vocações, propagar esse espírito de oração e sermos bons operários na sociedade”, disse Furtado.

Ainda conforme o padre, os rogacionistas estão presentes nos cinco continentes, tendo chegado na América Latina em 1950. “Hoje temos comunidades religiosas na Argentina, no Brasil e no Paraguai e também temos uma missão em Angola, na África que está a nosso cargo. Trabalhamos em vários setores: vocacional, juventudes, socioeducativo, paróquia, formação e missão”afirmou o padre que é natural de Divisa Nova, onde nasceu e foi ordenado e foi seminarista em Passos nos anos de 1989 e 1990.

A congregação que nasceu na Itália está espalhada em 28 países. Os primeiros missionários rogacionistas que chegaram a Passos foram Mário Labarbuta e José Lagati e daqui se espalhou por todo o Brasil e outros países. “A sede provincial fica na Água Branca, em São Paulo, onde estou como superior há dois anos, com mandato de quatro. Temos a revista Rogate, obras religiosas e obras assistenciais. Em Passos temos a Cantina Padre Léo. Já funcionou o colégio que inicialmente era para internos, depois passou a ser semi-internos e, num momento em parceria com o município funcionou escola regular e, atualmente, temos o Educafro – Educação Pré-Vestibular e parceria com o governo federal”, disse Furtado.

Padre de Delfinópolis se despede de Roma. / Foto: Divulgação


O padre Geraldo Tadeu Furtado, superior provincial

DELFINÓPOLIS – O padre delfinopolitano, com título de cidadão passense, Geraldo Maia, participa da celebração de posse do novo reitor do Colégio Pio Brasileiro, em Roma, o padre José Otácio Oliveira Guedes, neste sábado, 17, depois de 6 anos à frente da instituição de dedicação à formação dos sacerdotes tanto brasileiros como de outros países que são acolhidos na casa.
Em entrevista nesta sexta-feira, 16, à reportagem, padre Geraldo disse que deve voltar ao Brasil no próximo dia 22, chegando em Uberaba no dia 23, onde cumpre a quarentena diante dos riscos de contaminação do coronavírus.

Ainda não tenho a data exata para chegar em Passos e, também sem definição sobre a nova missão no Brasil. Estarei disponível para o trabalho que a Igreja precisar. Naquilo que a Igreja exigir de mim, seja como pároco, seja também na formação, eu estou disponível”, disse.

A CNBB apresentou a nomeação do novo reitor, Padre José Otácio Oliveira Guedes, da Arquidiocese de Niterói (RJ). Padre Otácio, como é conhecido, é natural do Maranhão e, nos últimos anos, servia como missionário em Porto Velho, Rondônia. Ele vai substituir Geraldo que está encerrando um período de mais de 6 anos da direção do Pio Brasileiro: um mandato iniciado por três anos e renovado por outros três.