Destaques Geral

Diretor da UPA de Passos pede exoneração

Por Gabriella Alux / Redação

14 de janeiro de 2022

Foto: Arquivo FM.

PASSOS – No início da noite desta quinta-feira, 13, o diretor técnico da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), o médico Flávio Ferreira, confirmou à Folha que pediu exoneração do cargo e que deve se manifestar, posteriormente, sobre o assunto. Ferreira assumiu o cargo no ano passado.

Desde o início deste ano, em menos de duas semanas, essa é a terceira exoneração envolvendo cargos de diretoria e de primeiro escalão na Prefeitura de Passos. A primeira mudança foi anunciada pelo prefeito Diego Oliveira, na última quinta-feira, 6, quando o músico Denilson César dos Reis assumiu a Secretaria Municipal de Cultura e Patrimônio Histórico de Passos. O cargo era ocupado pelo ex-secretário, Pedro Paulo Silva, o Pedrinho.

Segundo declarações feitas por Pedrinho à Folha, ele não sabia o motivo real pela exoneração, mas o que foi lhe passado é que precisavam de mudanças e respirar novos ares na secretaria e, por isso, foi feita a troca.

A segunda troca em cargos de confiança, foi na Secretaria de Educação. A ex-secretária Jane Hespanhol foi exonerada da pasta na última segunda-feira, 10. Para a vaga, a prefeitura anunciou a educadora Rosa Maria Cardoso Beraldo, de 52 anos, que tomou posse na secretaria nesta terça-feira, 11. Ela já havia ocupado o principal cargo na Educação municipal 2009 e 2012, durante a gestão do ex prefeito José Hernani da Silveira.

Devido à explosão nos casos de covid-19 em Passos registrada desde o início do ano, a UPA tem sido um dos locais com maior procura por atendimento e também tem sofrido com afastamento de funcionários devido à contaminação pelo coronavírus.

Nesta quinta-feira, a situação na UPA esteve tumultuada por conta do número de pessoas em busca de atendimento. Nesta semana, a Secretaria de Saúde do município convocou médicos, enfermeiros e técnicos que estavam em férias para retornar ao trabalho devido à situação.