Destaques Geral

Diocese adere à tecnologia na captação de contribuições

11 de Maio de 2020

Foto: Reprodução

PASSOS – A maior parte das paróquias da Diocese de Guaxupé já aderiu ao sistema digital para captação de dízimo e doações. Por meio do QR Code (QRC), ferramenta pela qual os fiéis podem acessar pela câmera do celular um endereço de site, número de telefone, localização georreferenciada, e-mail ou um SMS e fazer as contribuições. Em breve, os católicos da região também poderão usar a conhecida maquinha de cartão de débito e crédito e o aplicativo da diocese.

O QR Code pode ser inserido na transmissão online via site em diversas plataformas, tais como Facebook e YouTube, por exemplo. O sistema indicado para inserção é o OBS Studio Simples e o mais usado pelas paróquias.

É fundamental fazer o teste da primeira inserção na transmissão com bastante antecedência. Normalmente a própria câmera do celular reconhece o código e encaminha à página de doação de cada paróquia, no entanto, em casos de aparelhos mais antigos, não há esta funcionalidade, sendo necessário, portanto, que o paroquiano baixe em seu aparelho um App de leitura de QRC que já é usado por 51 paróquias”, lembrou Ana Maria Cardoso Moraes, gerente administrativa e contadora da diocese.

As contribuições serão efetuadas conforme a escolha do paroquiano, dízimo, ofertas ou doações. As pessoas também poderão escolher entre os valores sugeridos na página ou digitar uma quantia de livre escolha. Todas as informações da contribuição, inclusive de quem foi o doador, estarão disponíveis no site Paroquiano e as pessoas poderão acompanhar em tempo real toda a movimentação da sua paróquia, que terá acesso apenas ao seu painel.

Aplicativo

Ana Maria revelou que o lançamento da ferramenta foi uma antecipação de parte do projeto da diocese.

“Já temos o site www.paroquiano, agora o QRC, e para o segundo semestre o lançamento do aplicativo que receberá o mesmo nome do portal. Tudo isso para facilitar os fiéis católicos a ajudarem as 87 paróquias instaladas no território diocesano nestes tempos de pandemia e também em um futuro próximo. Não podemos ficar distante da tecnologia informatizada, que veio definitivamente para facilitar as nossas vidas. São mecanismos de aproximação das pessoas junto à nossa Igreja, que não tem o desejo de se engrandecer, mas estar sempre ao encontro do povo. A aproximação do catolicismo com o espaço digital tem em um dos seus exemplos mais expressivos a presença do papa Francisco nas redes sociais. Com contas no Twitter e Instagram, o pontífice utiliza os canais para evangelização e também para emitir declarações sobre temas da atualidade”, ressaltou a contadora, revelando que 32 paróquias foram cadastradas no aplicativo.

O empresário e proprietário da B2F Tecnologia e Comunicação/HGF Pay, Marcos Antônio Barbosa, residente em Guaxupé, afirmou que o projeto da diocese é fantástico e vai facilitar bastante a vida do católico.

“Muito em breve nós vamos ter a maior comodidade em contribuir com as paróquias sem sair de casa. Se possível transferir dinheiro como doações, ofertas, consagrar o dízimo, pagar pelo casamento, batizado etc, através do celular. Logo, logo cada um terá também sua maquinha na igreja para que os fiéis quitem seus compromissos financeiros com o cartão de débito/crédito. As facilidades serão muitas”, afirmou o dono da empresa contratada pela diocese para execução de todo o projeto tecnológico.

Desde março que os párocos estão enfrentando sérias dificuldades em conseguir recursos para honrar seus compromissos com funcionários, fornecedores, energia elétrica, água, telefone, internet e muitas outras despesas mensais. As arrecadações e consagração ao dízimo estão sendo efetuadas pessoalmente nas secretarias paroquiais em dinheiro ou cartão de débito/crédito, transferências bancárias via celular, no portal www.paroquiano ou nas lives através das redes sociais escaneando o QR Code.