Destaques Do Leitor

Desafios

12 de agosto de 2020

Há muito pouca clareza sobre o mundo pós-coronavírus. O vírus atropela o neoliberalismo na fase negacionista de globalização pela ultradireita. A China desequilibrou a globalização. A pandemia traz desarrumação na economia mundial, dívidas impagáveis. Duas sinas: decadência ou mudança no capitalismo ou desigualdade incontrolável no trabalho. Capitalismo se reinventa? Tragédia social permanece passiva à narrativa do capital? Brasil no furacão e uma classe dominante no comando (ricos e bilionários), medalha de ouro em atraso, submissão aos países ricos, ações políticas e econômicas na contramão da história, negando ciência, fatos e realidade. A oposição também precisa se reinventar, se coligar, otimizar esforços. Não é fusão, mas adaptação e salvação diante de um mundo novo, desconhecido. O desafio não é 2022, antes tem 20 e 21.

Antonio Negrão de Sá – Rio de Janeiro/RJ

Lava jato

A Lava Jato não pode acabar. Ela continua. Ela tem dono, sim, a maioria do povo brasileiro.

Leonir Lagôa – Santos/SP

Peso do funcionalismo

O salário dos servidores públicos federais, estaduais e municipais consome 3,5 vezes o gasto com saúde e o dobro com a educação. Isso tem de ser debatido e mostrado à sociedade o porquê de lhe faltar saúde, educação, etc. O Estado brasileiro emprega para atender a interesses políticos. Há necessidade de tanta gente? Grande parte não faz nada, nem aparece na repartição. Essa é a norma há anos, pelo menos desde que o PT passou a aparelhar a máquina pública, dando emprego à vontade a filiados, dentro de seu projeto de poder. Isso torna qualquer governo inviável! Mas como mudar, se uma casta no topo da pirâmide dita todas as regras?

Panayotis Poulis – Rio de Janeiro/RJ