Destaques

Derrota de 7 a 1 pra Alemanha faz 6 anos

9 de julho de 2020

Foto: Divulgação

SÃO PAULO – O dia 8 de julho de 2014 ficará negativamente marcado para sempre na memória do torcedor brasileiro. Em partida válida pelas semifinais da Copa do Mundo, a seleção brasileira foi massacrada pela Alemanha ao ser eliminada da competição com uma sonora derrota por 7 a 1. O histórico e humilhante confronto completou seis anos na última quarta-feira.

Nesse dia, 6 anos atrás, a seleção alemã dominou o Brasil no estádio Mineirão, em Belo Horizonte, impondo a maior derrota canarinha em seus 114 anos de história e a maior goleada sofrida por um campeão mundial. Diferentemente da derrota por 2 a 1 sofrida pelo Brasil na final da Copa do Mundo de 1950, no Maracanã, contra o Uruguai (a tragédia que ficou conhecida como Maracanazo) — um trauma nacional –, a surreal derrota para os alemães foi encarada com um certo humor pelos brasileiros.

A goleada passou a ser usada no Brasil para comentar sobre qualquer revés ou quando um duro golpe é sofrido. “Perdemos de 7 a 1” ou “esse foi mais um 7 a 1” são expressões incorporadas à vida cotidiana do povo brasileiro.

Assim que o árbitro Marco Rodríguez apitou pela última vez, os jogadores da seleção desabaram em lágrimas. David Luiz, que se tornou um dos “vilões” do vexame, precisou ser acalmado pelo capitão Thiago Silva, que estava suspenso e não participou da goleada. O Brasil ainda disputou o terceiro lugar com a Holanda, mas sofreu outra derrota vergonhosa, dessa vez por 3 a 0. Anos mais tarde, David Luiz comentou a respeito do fardo de levar a culpa por esse marco do futebol
brasileiro.

As pessoas lembravam de tudo o que eu fiz na Copa do Mundo, mas no futebol, com o resultado, você apaga tudo”, comentou o jogador. “Depois de seis meses, para mim, muitas pessoas se esconderam, não quiseram obter a responsabilidade ou dividir a responsabilidade, e eu carreguei o fardo durante muito tempo sozinho”, afirmou o atual zagueiro do Arsenal, sem citar nomes em seu comentário.

David Luiz herdou a braçadeira de capitão na semifinal contra a Alemanha, devido à suspensão de Thiago Silva. O assunto do 7 a 1 foi amplamente comentado na internet na data de ontem.

 

momento lembrado após 6 anos gera insatisfação na internet. / Foto: Divulgação