Destaques Geral

Defensoria Pública inicia sessões do ‘Mutirão Direito a Ter Pai’

Por Talita Souza / Redação

26 de janeiro de 2021

Com a nova sede, a Defensoria Pública de Passos passará a atender mais casos de questões familiares no Centro de Conciliação. / Foto: Divulgação

PASSOS – A Defensoria Pública de Minas Gerais (DPMG) começou a realizar em Passos, na última sexta-feira, 22, as sessões de conciliação do ‘Mutirão Direito a Ter Pai 2020’. De acordo com o defensor público e coordenador da DPMG na cidaded, Thiago Alves Figueiredo, nas sessões serão abertos os exames de DNA e feitos os reconhecimentos de paternidade.

Ainda de acordo com Rodrigues, nesse primeiro momento estão sendo abertos os exames do mutirão referentes a 2020.

Como mudamos de sede e agora temos uma central de conciliação, estamos iniciando nossas sessões com alguns dos casos do mutirão do ano passado. Mas vamos atender agora, com a central de conciliação, vários casos, como pensão, divórcio, guarda, regulamentação de visitas, entre outros. As investigações de paternidade serão realizadas o ano inteiro e de forma gratuita”, disse.

Segundo ele, as sessões serão realizadas, inicialmente, durante três ou quatro dias da semana, dependendo da demanda, e vão acontecer nas duas salas do Centro de Conciliação da Defensoria em Passos, restritas à área da família. Além das conciliações familiares, a DPMG de Passos pretende expandir para outras áreas e situações.

A defensoria pretende expandir para outras áreas e situações, como conflitos de vizinhança, relações locatícias, superendividamento, entre outras”, informou Rodrigues.

De acordo com o defensor, para participar das sessões de conciliação não é necessário advogado.

Na conciliação, a defensoria vai atuar para as duas partes, sem favorecer nem uma nem outra. Seremos apenas os mediadores do conflito, para que as partes cheguem a um acordo. A conciliação é vantajosa por permitir uma solução mais rápida do problema e que atenda melhor aos interesses das partes, sem a demora, os custos e as incertezas de um processo judicial”, afirma.

Devido à pandemia do novo coronavírus, quem tiver interesse em marcar uma sessão de conciliação deve realizar o atendimento inicial via WhatsApp, por meio da Central de Atendimento da Defensoria no telefone (31) 9 8872-8812. Os interessados serão cadastrados e poderão apresentar seu caso à DPMG.

Caso a conciliação seja possível, será marcada uma sessão com as partes interessadas. Em caso de dúvidas, basta ligar no telefone (35) 3526-9912. Aqueles que não tiverem Whatsapp, poderão comparecer pessoalmente na DPMG, seguindo os protocolos de segurança para evitar o contágio da covid-19.