Destaques Do Leitor

Decálogos de Lenin e de Gramsci

18 de novembro de 2020

Dizem que são falsos os decálogos de Lenin e de Gramsci. Bem, falsos ou não, a verdade é que os dez itens ou instruções dos decálogos vêm sendo praticados pela esquerda. O comunismo é um regime político, uma forma de governo, que se inicia com o socialismo. Socializar tudo significa que todos tenham os mesmos direitos e mereçam a mesma qualidade de vida. Tudo por igual, mas, “só no papel”. A democracia prega a mesma ideologia. Também não é perfeita, mas, ainda não se inventou algo melhor. Quanto ao comunismo, começa enganando o povo e depois o escraviza.

Os homens são todos iguais na sua origem genética e na sua formação física: cabeça, tronco e membros. Simples assim! Mas, não são todos iguais no pensamento, ideias, cultura, conhecimento, crenças, visão de mundo, de vida social ou mesmo econômica. O homem é dotado de qualidades e defeitos. Ele pode ser bom ou mau. A índole de cada um é que determina o que nele é preponderante. A boa educação, a do berço, é o melhor instrumento para moldá-lo.
Nosso país está repleto de esquerdistas, adeptos do comunismo.

Verdadeiros ou não os decálogos atribuídos aos dois que intitulam este texto, mesmo assim, temos visto a tentativa de aplicação de tais ensinamentos. Os adeptos dos decálogos são exímios nas ações e até já conseguiram algum avanço na decadência da moral e dos costumes. O que esse pessoal deseja para o país? Será que não entendem que serão vítimas também, inclusive com seus descendentes? Vale a pena ser escravo?

Professor Luiz Guilherme Winther de Castro – Carmo do Rio Claro/MG


O jovem excelente goleiro do Flamengo, Hugo, com seus 21 anos, ao assumir que foi o responsável pela derrota de 2 X 1 para o São Paulo, cresceu aos olhos de todas as torcidas futebolísticas ao mostrar personalidade, honestidade e lucidez ao reconhecer a sua própria falha. Um bom exemplo a ser seguido pelos políticos brasileiros.

Juarez Alvarenga – Coqueiral/MG