Destaques Do Leitor

Dados da pandemia

27 de julho de 2020

O número de óbitos por milhão da população no Brasil por COVID-19 é maior do que no Equador, no Panamá, na Bolívia, na Colômbia, em Honduras, na República Dominicana, na Argentina, na Guatemala, na Nicarágua e em dezenas de outros países. A saúde foi negligenciada pelos governos federal, estaduais e municipais nas últimas décadas, no imenso Brasil. Os políticos não deram a menor importância para o saneamento, postos de saúde, hospitais e profissionais. Chegamos a pensar em estocar vento e trabalhar sem metas. Emprestamos dinheiro para Cuba, Venezuela, Angola, Gana e República Dominicana.

Contratamos e recontratamos médicos cubanos. O orçamento da folha de pagamento do poder público de 2020 era de R$ 344,6 bilhões, ou seja, 174% maior do que o orçamento da saúde, que era apenas de R$ 125,6 bilhões. O orçamento do saneamento básico é de apenas R$ 661 milhões, valor equivalente a 33% do valor do fundo eleitoral. A única diferença de Bolsonaro para os seus antecessores é que ele faz questão de mostrar os medicamentos errados que está tomando.

José Carlos Saraiva da Costa – Belo Horizonte/MG

Fraudes de estudantes

O que esperar de um jovem que ingressa numa universidade utilizando-se de meios ilícitos, como o que agora ficou escancarado para todo o Brasil? Fraude nas cotas raciais e sociais. Que exemplo pode ter tido em casa esse jovem que opta por esse caminho em busca de uma vitória? Ah, como é bom conquistar com honestidade e luta. Como é gratificante poder afirmar: ‘Não precisei roubar para possuir’. Fraudar, mentir, enganar, roubar, são coisas que fogem dos princípios morais e éticos. Como é bom fazer o correto e abominar o incorreto; como é bom a gente não ter que esconder as nossas ações. Como é bom não infringir o princípio da honestidade. Como é bom olhar para trás e não enxergar nada que possa tirar a nossa paz. Jovens, honradez, para que tenhamos um Brasil melhor.”

Jeovah Ferreira – Taquari – DF

O amor é a fonte da paz

O amor é o regulamento invisível portador da natureza do bem público; é a paz e o ponto cardeal da felicidade; é uma propriedade pública para o bem da humanidade e o símbolo da vontade e poder de Deus. (Bênção e Família Ideal. 850) S.M.Moon

Aparecida Baldini – Passos/MG