Destaques Esporte

Czares

14 de Maio de 2020

Divulgação (Agência Brasil)

A situação do meia Cazares segue indefinida no Atlético. O presidente Sérgio Sette Câmara disse que o futuro do jogador passa pelo aval de Jorge Sampaoli. “Tem que ver se o Sampaoli quer o Cazares. A gente está com ele no elenco, por enquanto. O Alexandre (Mattos) abriu conversa para que a gente possa renovar por mais um ano, mas isso não significa que ele vai ficar aqui. Se nós não chegarmos a um entendimento, a tendência é ele ter o contrato encerrado no final do ano”, disse.

Dívida

O balanço financeiro de 2019 do Atlético-MG ainda está em processo de elaboração para ser apreciado pelo conselho deliberativo. É um documento que ajuda a entender a realidade financeira/administrativa do clube. O primeiro diagnóstico foi dado para a diretoria alvinegra entender o “tamanho do buraco”: uma dívida global de R$ 700 milhões, sendo que R$ 230 milhões são de ordem tributária, alinhada à adesão do Profut e o parcelamento quitado até 2021.

Noturno

O Corinthians comunicou a Federação Paulista de Futebol, a CBF e a Rede Globo de que não deseja mais jogar aos domingos e também à noite. A decisão do clube acontece dias após o volante Maicon ganhar ação do São Paulo na Justiça devido à falta de pagamento de adicionais noturnos e atividades realizadas aos domingos e feriados. O presidente do Corinthians deseja iniciar um movimento de união dos clubes para evitar que seja aberto precedente para ações deste tipo virarem recorrentes.

Alvo

Alvo do Atlético, o volante Léo Sena não vai mesmo permanecer no Goiás. Ele tem vínculo com o clube esmeraldino até o fim deste ano, mas descartou prorrogação e pode assinar um pré-contrato com qualquer outra equipe a partir de julho. O presidente do Galo, Sérgio Sette Câmara, elogiou muito o meio-campista, mas evitou comentar sobre ‘especulações’. O Goiás insistiu para a renovação do contrato do jogador, porém, segundo agentes do mesmo, ele já havia tinha interesse na renovação.

Esfriou

Antes otimista, hoje o Cruzeiro não acredita mais que terá o lateral-esquerdo Dodô. O interlocutor do departamento de futebol, Carlos Ferreira, afirmou que não buscará mais contato com o jogador, uma vez que ele e seu estafe sequer apresentaram uma contraproposta ao que foi ofertado pela Raposa. “Não fizeram nem uma contraproposta para que a gente pudesse negociar. O Cruzeiro não procura mais o Dodô, mas se eles vierem, a gente senta e conversa”, disse Carlos.

Volta

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, autorizou o reinício dos treinamentos do Cruzeiro na Toca da Raposa II. A decisão foi acertada ontem. Um integrante do Conselho Gestor do clube disse que “talvez na segunda-feira” as atividades presenciais sejam reiniciadas. No documento enviado pela PBH há uma série de recomendações que o clube deverá seguir para evitar contaminação dos jogadores edemais profissionais pelo coronavírus.