Destaques Geral

Curso do Senar ensina a usar palma na alimentação humana

25 de junho de 2021

mousse feito a partir da verdura palma

PASSOS – Vegetal de múltiplos usos e rico valor nutricional, a palma já é conhecida dos produtores rurais, porém pouco difundida na alimentação humana. Mas o novo curso Palma Verdura na Alimentação Humana, lançamento do Sistema Faemg/Senar/Inaes, está chegando para mudar isso.

A capacitação técnica das instrutoras começou em 14 de junho e vai até 24, conduzida pelas Gerências de Formação e Profissional / Promoção Social e Pedagógica. A gerente pedagógica Mírian Rocha, a gerente de Formação e Profissional e Promoção Social, Liziana Rodrigues, e a analista de Promoção Social Michelle Camila Ferreira estão acompanhando as aulas, ministradas pelo chefe de cozinha e consultor mexicano Marco Melendez, conhecido como O Chapelão.

Seis instrutoras da área de alimentação e nutrição do Senar Minas estão aprendendo a execução dos pratos e preparando o plano instrucional. Elas são Eliene Mota, Fernanda Lupki, Silvana Zanuncio, Camila Tatielly, Keila Danielly e Mara Juscilene. A iniciativa do curso foi tão bem-vinda que, na abertura do treinamento dos instrutores, a cônsul adjunta do México, Ana Luisa Vallejo Barba, deixou uma mensagem aos participantes, agradecendo por ajudar a difundir a cultura da palma.

Melendez também é pesquisador de pratos e temperos autenticamente mexicanos, com vasta experiência na palma e na preparação de pratos com a planta. Ele conta que, de acordo com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), o Brasil é o país que mais produz palma no mundo – estima-se entre 500 e 600 hectares da cultura, incluso as variedades que podem ser consumidas por humanos.

“No México, o uso da palma na alimentação humana já é disseminado, sendo a planta parte da cesta básica da população. Eu acredito na possibilidade do fim do preconceito que ainda existe e na mudança da percepção dos brasileiros, para que eles possam inserir em suas refeições esse rico ingrediente. Nós, mexicanos, podemos transmitir esse conhecimento com mais de 200 receitas que, com certeza, vão agradar o paladar brasileiro”, disse Melendez.

A palma verdura é um recurso rico em minerais como cálcio, magnésio, ferro e vitaminas, como B1, B2 e vitamina A, e pode ser utilizada principalmente na preparação de sucos, geleias, bolos e pratos tradicionais como farofa, refogados e saladas.

“Acreditamos que esse preparo da palma será uma oportunidade de melhoria da renda de produtores rurais, visto que é uma cultura de beneficiamento simples”, analisa Michelle Ferreira.

Suco

“Estamos lançando esse curso exatamente para oferecer às pessoas uma variedade de opções para incrementar a alimentação com a palma. Acredito que será muito válido, principalmente na região do Vale do Jequitinhonha, do Vale do Mucuri e região norte de Minas, onde a cultura da palma é bem disseminada”, comentou a gerente Mírian Rocha.

A gerente Liziana Rodrigues conta que provou iguarias feitas com a planta e achou “surpreendente”.

“No México ela é parte da cesta básica, como a batata é para nós. Fizemos várias receitas e ficaram deliciosas. Por ser um produto nutritivo e muito comum em regiões mais quentes e secas, é uma excelente alternativa para alimentação humana e pode ser a solução para algumas comunidades mais vulneráveis”, avalia.