Destaques Geral

Curso de Direito da Uemg em Passos reivindica concurso público

Adriana Dias / Redação

24 de junho de 2021

curso mantém importante projeto de extensão com a conciliação e mediação de conflitos:/ Reprodução

PASSOS – Após o anúncio feito pelo governador Romeu Zema sobre concurso para o curso de Medicina da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg) Unidade de Passos, preterindo o curso de Direito, que era uma promessa do gestor, alunos, professores e a classe política regional têm feito coro pedindo para que seja inserido no próximo edital do certame público. Em apenas quatro anos, foram realizados 1.514 atendimentos e o Núcleo de Práticas Jurídicas ajuizou, em cinco anos, mais de 700 novas ações e realizou mais de 800 audiências de conciliações.

Conforme informou a coordenadora do Curso de Direito, Camilla Silva Machado Graciano, o curso mantém importante projeto de extensão com a conciliação e mediação de conflitos.

“Trabalha na formação de profissionais qualificados, porém, os docentes em exercício foram aprovados no PSS, mas aguardam uma oportunidade para prestarem o concurso, pois assim podem dar continuidade às suas carreiras. Logo, torna-se urgente a abertura de concurso público para a manutenção do nosso trabalho e a garantia de uma universidade pública e de qualidade, que pertence a todos nós”, informou a coordenadora.

O curso de Direito da Uemg em Passos é o único que não foi contemplado com vagas no concurso de 2018. Assim, os cursos de Direito das unidades de Frutal, Ituiutaba e Diamantina já contam com quadro de docentes efetivos. Isso gera um ambiente de insegurança tanto para professores, quanto para estudantes.

Já o presidente do Centro Acadêmico de Direito, o estudante Guilherme Dias, afirmou que o órgão está fazendo um apelo aos políticos da região e a todos os ex-alunos do curso.

“Pedimos que a reitoria e o governador olhem para o curso de Direito de Passos com a atenção que ele merece e precisa”, disse o presidente do C. A. em nome de todos os alunos. “Nós já conseguimos o apoio do advogado e atual prefeito de Alpinópolis, Rafael Freire, que se sensibilizou com nossa causa e, nesta quarta-feira, 23, gravou um depoimento em suas redes sociais pedindo a inclusão do curso no concurso público. Também conseguimos que o deputado estadual Cássio Soares, que é de Passos, nos apoie”, afirmou Dias.

Dados

Somente entre os anos de 2016 e 2019, os atendimento à comunidade prestados pelos estudantes de Direito da Uemg de Passos dos anos foram de 190 atendimentos com ações e 256 audiências de conciliações em 2016; 121 atendimentos com novas ações e 176 audiências de conciliações em 2017; 150 atendimentos com novas ações e 175 audiências de conciliações em 2018 e 170 atendimentos com novas ações e 276 audiências de conciliações em 2019.