Destaques Geral

Cultivo de suculentas é boa opção para gerar fonte de renda em Minas

4 de novembro de 2020

Foto: Divulgação

Seja no campo ou na cidade, em um quintal ou nas janelas de um apartamento, os cactos e outras variedades de suculentas estão cada vez mais presentes nos lares brasileiros. Fáceis de cuidar, pois estão adaptadas a viver em regiões áridas e semiáridas, há anos essas plantas vêm conquistando espaço entre os consumidores mineiros.

Bióloga e pós-doutora em agronomia na área de floricultura pela Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), Marília Andrade Lessa explica que todo cacto é uma suculenta, mas que, ao mesmo tempo, nem toda suculenta é um cacto.

Suculenta é uma terminologia dada a um vasto grupo de plantas de diversas famílias botânicas, composto por características semelhantes, como folhas, caules ou raízes carnosas e espessas. Dentre estas várias famílias, está a dos cactos”, detalha a especialista.

Apesar de estarem bem adaptadas para sobrevivência com pouca água, Marília explica que a ideia geral de que os cactos e as outras suculentas crescem no deserto não é exatamente correta.

Originalmente, a maior diversidade das plantas suculentas é encontrada no Sul da África, com exceção dos cactos, que estão em toda a extensão das Américas, do Sul dos Estados Unidos ao Extremo Sul do Chile”, complementa.


Cultivo

O plantio das suculentas ocorre tanto em estufas quanto em telas, ou, até mesmo, a céu aberto, sendo o último destinado ao paisagismo. O clima de Minas Gerais é considerado muito favorável, já que, diante de uma enorme diversidade de espécies – mais de 22 mil já foram catalogadas -, o cultivo é possível em todo o estado, apesar da dimensão e da variedade de características climáticas.

Atualmente, o cultivo das suculentas ocorre, principalmente, em quatro regiões: Central, Norte, Zona da Mata e Jequitinhonha-Mucuri, com destaque para o Norte, onde está localizada uma das maiores produtoras de suculentas de Minas”, acrescenta Marília Andrade.

Ainda de acordo com a bióloga, o cultivo de suculentas é uma ótima opção para os produtores mineiros. “Quando comparado ao cultivo das flores de corte tradicionais, a produção das suculentas apresenta várias vantagens, como a menor necessidade de mão obra na linha de produção, o que reduz o custo operacional; a dispensa de estufas com alta tecnologia, o que diminui os gastos com irrigação e energia; sem falar que boa parte das espécies é de fácil multiplicação, por meio de estacas foliares, e, no caso dos cactos, os frutos trazem um grande número de sementes”, garante.


Dicas

De modo geral, cactos e outras suculentas são plantas bastante rústicas e exigem poucos tratos culturais. “Fornecendo níveis apropriados de luminosidade, água, temperatura e nutrientes, elas apresentarão bom desenvolvimento e poderão florescer todo ano”, lembra. Entretanto, por existirem espécies de diversas famílias botânicas diferentes, as indicações para o cultivo devem ser consideradas apenas como direcionamento. Confira algumas dicas básicas da bióloga Marília Andrade: