Destaques Esporte

Cruzeiro rescinde com Robinho e Edilson

6 de junho de 2020

Foto: Divulgação (Agência Brasil)

BELO HORIZONTE – O Cruzeiro comunicou ontem que o meia Robinho, de 32 anos, e o lateral-direito Edilson, de 33, foram avisados do processo de rescisão contratual.

De acordo com a diretoria, a saída dos jogadores se dá exclusivamente por aspectos financeiros. Em entrevista ao site oficial do clube, o presidente Sérgio Santos Rodrigues explicou a decisão de dispensar os atletas, pediu compreensão aos torcedores e prometeu recorrer ao mercado para reforçar o grupo visando à disputa da Série B do Campeonato Brasileiro.

Infelizmente, devido ao cenário que envolve o clube nos últimos anos, precisamos chegar a essa decisão extrema. Robinho e Edilson são atletas vitoriosos, que contribuíram para o time com grandes conquistas, e nós os agradecemos muito. Mas a realidade e necessidade de austeridade do Cruzeiro daqui pra frente nos impõe essa mudança. Um dos principais compromissos da nossa gestão é preservar a saúde financeira do clube, e foi isso o que pesou na decisão. Continuamos, porém, atentos ao mercado para reforçar o elenco dentro da nossa realidade e contamos com a compreensão dos nossos torcedores para o nosso momento” comentou.

Robinho e Edilson faziam parte do grupo de jogadores que tinham remunerações acima do “teto” de R$ 150 mil estipulado pelo conselho gestor no início da temporada. Assim como o goleiro Fábio e o zagueiro Leo, eles aceitaram receber dentro dos limites orçamentários do Cruzeiro, com a diferença sendo parcelada em 20 vezes a partir de abril de 2021.

Com salário de R$ 500 mil, o lateral-direito tinha contrato com a Raposa até dezembro de 2020, enquanto o meio-campista, cujo ordenado girava em torno de R$ 450 mil, estava vinculado até o fim de 2021.