Destaques Esporte

Cruzeiro inicia pré-temporada na Toca da Raposa II

16 de fevereiro de 2021

Equipe celeste ficará em regime de concentração até sábado no CT. / Foto: Divulgação

BELO HORIZONTE – O Cruzeiro iniciou, na manhã desta segunda-feira, os trabalhos de pré-temporada. Grande parte do elenco, entre remanescentes, jovens das categorias de base e reforços, foram a campo na Toca da Raposa II. O regime de concentração no CT vai até sábado.

Outra parte do grupo só participará das atividades no período da tarde. Vários jogadores ainda aguardam resultados dos testes de COVID-19, alguns realizados na manhã de ontem, 15. Os cinco reforços anunciados já participaram dos trabalhos comandados por Felipe Conceição e sua comissão técnica. São eles os volantes Matheus Barbosa, ex-Cuiabá, e Matheus Neris, ex-Figueirense; o lateral-esquerdo Alan Ruschel, ex-Chapecoense; o meia Marcinho, ex-Sampaio Corrêa, além do atacante Felipe Augusto, ex-América.

Outro jogador esperado na Toca da Raposa II é o lateral-direito Orejuela. O colombiano, no entanto, não seguirá no clube. Considerado um ativo importante, ele deverá ser negociado com outra equipe para reforçar o caixa do Cruzeiro. Na última temporada, o jogador vestiu a camisa do Grêmio em 31 jogos e marcou dois gols.

Depois de duas observações inloco, Felipe Conceição também definiu três jogadores das categorias de base para serem observados mais de perto, durante os treinos do profissional. Foram eles os zagueiros Geovane, Guilherme Matos e Weverton, além do atacante Gui Mendes.

Os treinos serão realizados em dois turnos até sexta-feira. No sábado, a equipe terá jogo-treino contra oBolívar, da Bolívia. O teste está marcado para as 10h, na Toca II. Depois, os jogadores serão liberados da concentração, mas retornam ao CT para atividades na manhã de domingo.


Entrevista

O presidente do Cruzeiro,Sérgio Santos Rodrigues, disse em entrevista que o clube reduzirá ainda mais as despesas nesta temporada e demonstrou preocupação com dívidas na Fifa que devem ser cobradas ainda no primeiro semestre deste ano. Em relação ao projeto esportivo, o dirigente frisou que a “meta na Série B é subir. Não precisa ser campeão”. Com acordos feitos na Justiça, o presidente celeste acredita que a dívida da Raposa caiu de R$ 1 bilhão para cerca de R$ 800 milhões.