Destaques Esporte

Cruzeiro faz acordo de R$ 16,6 milhões com Dedé e encaminha ofício à CBF

2 de julho de 2021

Foto: Divulgação

BELO HORIZONTE – Cruzeiro e Dedé apresentaram acordo à Justiça do Trabalho e o ratificaram na manhã desta quinta-feira. As partes chegaram a um acordo de R$ 16,6 milhões. O valor será pago em 60 parcelas a partir de janeiro de 2022.Com o acordo, Dedé receberá o valor de R$ 276.666,66 mensalmente. Isso até dezembro de 2026. A minuta do acordo prossegue em segredo de justiça. O atleta cobrava R$ 35 milhões do clube.

Um dos pedidos de Dedé era rescisão do contrato de trabalho. O vínculo do jogador com a Raposa vai até 31 de dezembro de 2021. Um ofício já foi encaminhado à CBF para a realização da rescisão do contrato e sua publicação no BID. A informação do ofício encaminhado foi confirmada pelo advogado do jogador, Carlos André de Freitas Lopes. O jogador vem conversando com clubes brasileiros, inclusive da Série A, para poder voltar a atuar. Dedé vem treinando no Rio de Janeiro, já participando de atividades com bola e coletivamente. Ele não atua desde outubro de 2019, quando se lesionou e passou por cirurgia no joelho.

Desde que ação foi proposta, Dedé e Cruzeiro travaram longa batalha na Justiça, envolvendo pedidos de danos morais, além de participação de peritos médicos que avaliaram a capacidade laboral do jogador. Entre liminares, tutelas e mandados de segurança, o processo foi parar no Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania de 2º Grau da Justiça do Trabalho (CEJUSC). Neste órgão, nas últimas semanas, jogador e clube voltaram a se encontrar. Então, houve a sinalização de uma nova audiência para que as partes pudessem se aproximar de um entendimento amigável, o que ocorreu nessa quarta-feira, 30.

Nesta quinta-feira, 1, Dedé completa 33 anos. Pelo Cruzeiro, foram 188 jogos, com 15 gols e sete títulos: bicampeão do Campeonato Brasileiro (2013 e 2014), bi da Copa do Brasil (2017 e 2018), além de três Mineiros. Por outro lado, fez parte da campanha do rebaixamento inédito para a Série B, em 2019.