Destaques Esporte

Cruzeiro assina com o técnico Felipão

16 de outubro de 2020

o Cruzeiro fechou, ontem, a contratação de Luiz Felipe Scolari, Felipão. / Foto: Divulgação

BELO HORIZONTE – Após receber negativas de Lisca, Umberto Louzer e Marcelo Chamusca, o Cruzeiro fechou, ontem, a contratação de Luiz Felipe Scolari, Felipão. O time tenta a recuperação contra o Juventude nesta sexta-feira, às 21h30, no Mineirão, em Belo Horizonte (MG), pela 16ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro com o treinador interino, Célio Lúcio.

Após reunião em Porto Alegre, que envolveu o presidente Sérgio Santos Rodrigues, o diretor técnico Deivid e o consultor José Carlos Brunoro, o clube celeste fechou a contratação de Luiz Felipe Scolari até o fim de 2022. A informação foi divulgada inicialmente para os sócios da categoria Diamante e depois publicada pelo Cruzeiro em suas redes sociais.

Em busca de um treinador após recusas seguidas, a diretoria do Cruzeiro pediu o encontro com Felipão e foi ouvir as exigências do treinador. Os cartolas celestes deram uma cartada decisiva e o negócio foi fechado, com Felipão aceitando o projeto de reconstrução do Cruzeiro, que também envolve o Centenário. Felipão reencontra o Cruzeiro após quase duas décadas. Em 2000 e 2001, o comandante esteve na Toca da Raposa e levou a Raposa ao título da Copa Sul-Minas. Saiu para assumir a seleção brasileira, sendo o técnico do pentacampeonato mundial.

Sem vencer há três jogos após ter empatado sem gols contra o lanterna Oeste, o Cruzeiro amarga a penúltima colocação, com apenas 12 pontos. Situação bem diferente do rival gaúcho que tenta voltar ao G-4. É verdade que o Juventude perdeu a última para o Brasil de Pelotas-RS (2 a 1), mas ainda se manteve perto da zona de acesso, no sexto lugar. O confronto entre mineiros e gaúchos voltará a acontecer após 13 anos. No geral são 23 jogos, com 12 vitórias do Cruzeiro, cinco empates e seis triunfos do Juventude. Em Minas Gerais aconteceram 14 duelos com dez vitórias mineiras, um empate e três triunfos gaúchos.

Célio Lúcio não poderá contar com o volante Henrique que sofreu uma grave lesão no menisco lateral do joelho direito e precisará de cirurgia. O clube mineiro não informou o tempo de recuperação O time também não terá o volante argentino Ariel Cabral, emprestado ao Goiás. O atacante Marcelo Moreno, por outro lado, vai voltar. Após defender a Bolívia na Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, ele é aguardado na capital mineira e deve, pelo menos, ser opção no banco de reservas.