Destaques Esporte

Cruzeiro admite novo atraso no pagamento de salários dos funcionários

17 de abril de 2021

Foto: Divulgação

BELO HORIZONTE – O Cruzeiro admitiu por meio de nota, nesta sexta-feira, que o salário dos funcionários do setor administrativo estão novamente atrasados. Nessa quinta, a direção pagou apenas 50% dos vencimentos. Os motivos, de acordo com o comunicado, são a pandemia de coronavírus, que reduziu a arrecadação, além de bloqueios judiciais.

Ainda segundo o Cruzeiro, já existe um acordo com os funcionários para que o restante dos valores seja depositado no “início da próxima semana”. “O segundo passo da operação, já planejado previamente, será o pagamento da metade restante, primeiramente, para colaboradores que recebem abaixo de R$ 3 mil (quase 70% dos funcionários da folha)”, garantiu o clube.

Pelo Twitter, antes da divulgação da nota do clube, o representante do Cruzeiro Hugão, em um programa televisivo, relatou que recebeu ligações de funcionários desesperados com o atraso salarial. A publicação teve grande repercussão nas redes sociais.

Não tenho palavras pra falar da minha indignação. Funcionários do clube estão me procurando para falar dos salários atrasados! Passando dificuldades! E pelo que me informaram, o clube deu preferência em pagar bicho de jogador ao invés de acertar com quem precisa mais, e depositou apenas a metade dos que recebem em torno de R$ 1 mil. Inadmissível ver pessoas que temos tanto carinho e trabalhadores passando por isso”, lamentou.

Em nota, o Cruzeiro disse que “em momento algum abandonou seus funcionários”. “(O clube) Tem trabalhado para evitar demissões em massa, como vem ocorrendo na maioria dos clubes de futebol do país e em empresas de outros ramos, e tem dado todo o tipo de suporte em situações extremas, contando inclusive com o apoio financeiro e pessoal de membros da diretoria a funcionários com dificuldades pontuais”, garantiu.

Paralelamente aos problemas financeiros, o Cruzeiro anunciou, nessa quinta-feira, a contratação do meia Yeison Guzmán, de 23 anos, promessa do Envigado, da Colômbia. O clube não divulgou os valores do investimento, mas de acordo com a imprensa, a Raposa desembolsará, com ajuda de parceiros, 1,2 milhão de dólares (cerca de R$6,7 milhões) para ter 80% dos direitos econômicos da jovem revelação colombiana.