Destaques Geral

Crianças querem ‘cabrinha’ que pode ter sido roubada

16 de janeiro de 2021

A cabritinha de 5 meses desapareceu na terça-feira, 12, e as crianças estão a procura do animal. / Foto: Arquivo Pessoal

PASSOS – A família de Patrícia Alux se vê em desespero desde a última terça-feira, 12, quando por volta das 16h, a Bebé, uma cabritinha de apenas 5 meses desapareceu nas imediações da rua Jaime Gomes com a Coronel João de Barros, no Centro de Passos. O caso foi levado à Polícia Militar que informou não ter possibilidade de fazer o boletim de ocorrências por não haver crime, mas orientou para que fosse tratado como extravio, ou seja, desaparecimento. O pequeno Télos, de 9 anos, pede que devolvam o animal que tem feito muita falta.


Você também pode gostar de:

LIRAa aponta para risco de epidemia de dengue em 2021

De acordo com Télos, a Bebé é uma ‘cabrinha’ muito dócil.

Ela é mansinha, nós levávamos ela para passear na Praça da Matriz, brincávamos com ela aqui em casa e no nosso quintal. Eu juntei dinheiro durante um ano e consegui convencer minha mãe a comprar e nos dar de presente. Ganhei no Natal e estava adorando ter a companhia dela em casa. Me devolvam se alguém a encontrou ou a pessoa que pegou”, implorou, assim como fez o pedido também em redes sociais.

Para Patrícia, que também é mãe de Jadeh, de 23 e de Ágatha, de 7 anos, todos os familiares estavam gostando muito da experiência de ter o animal em casa.

Entendemos que é um animal inusitado, nós temos aqui um cachorro e vários gatos. Mas, a cabritinha já faz falta por conta da alegria que ela provocou em todos e os berrinhos que dava logo pela manhã, parece que me chamando”, afirmou.

Questionada sobre como partiu das crianças pedirem uma cabra, Patrícia contou que foi desde quando Télos começou a jogar o Goat Simulator, um jogo no qual o principal objetivo é controlar uma cabra e fazer o que bem entender em um grande cenário.

Meus filhos estão receosos de alguém fazer alguma maldade com a cabritinha. Já fomos até em um criador de cabras para ver se alguém a devolveu lá, mas não estava. No dia do desaparecimento andamos por todos os estabelecimentos comerciais da vizinhança buscando informações sobre seu paradeiro, mas até agora nenhuma informação. Realmente não podemos acusar ninguém, uma vez que não conseguimos visualizar em câmeras de segurança. Então, fica nosso apelo, se alguém a encontrar, pode entrar em contato pelo whatsapp (35) 98441-9559”, pediu Patrícia.

Foto: Arquivo Pessoal