Destaques Geral

Coronavírus adia sonho de noivos

27 de abril de 2020

PASSOS – O mês de maio sempre foi o escolhido pela maioria das noivas para a realização das datas mais importantes em suas vidas. Segundo a Igreja Católica, maio se tornou eleito por ser o mês de consagração de Maria, mãe de Jesus. Há quem diga que seja pelo Dia das Mães, e, ainda, que no hemisfério Norte, maio é o mês que marca o início da primavera. Independente do motivo, somente na Matriz Senhor Bom Jesus dos Passos, uma das paróquias que realiza casamentos em Passos, entre maio e junho foram 17 casamentos transferidos para outros meses entre outubro e o início de 2021. Por conta do coronavírus, neste ano, muitos casais tiveram que remarcar a data tão esperada.

Conforme explicou o padre Sandro Henrique de Almeida Santos, a maioria dos casais marcou para outubro, novembro ou para início do ano que vem. Já na Matriz de São Benedito, padre Gilvair Messias Silva afirma que apenas um casamento foi remarcado do mês de maio para outubro. “Os casamentos em nossa paróquia têm sido raros”, afirmou.

Padre da Paróquia de Nossa Senhora da Penha, Aloisio Miguel Alves informou que neste semestre não tinham muitos casamentos agendados, eram apenas cinco, que foram adiados. Os noivos estão esperando uma normalização para agendar nova data.

A chefe do Cartório de Registro Civil de Passos, Priscila Rocha Pereira Rodrigues contou que de março a maio foram suspensos 38 casamentos. “O último casamento foi realizado no dia 20 de março e restaram deste mês 11 casamentos. Em abril tínhamos agendados outros 21 e para maio eram sete. Estamos com a suspensão orientada pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais até 30 de abril. Não obtivemos nenhuma outra orientação por enquanto”, disse Priscila.

Os casamentos feitos por videoconferência divulgados pelo Tribunal só serão realizados no 7º Tabelionato de Notas, no Ofício de Registro Civil com Atribuição Notarial do Barreiro e no Ofício de Registro Civil com Atribuição Notarial de Venda Nova, com sede em Belo Horizonte.

Casais remarcam datas

A biomédica Mariana Freitas Carvalho e o servidor público Davi Pimenta escolheram como data para sua união matrimonial o dia 25 de abril, após ter, por uma ironia do destino e um problema pessoal adiado o casório de agosto de 2019 para abril de 2020. Ela, em sua primeira gravidez, tinha tudo planejadinho, mas, veio outra rasteira do destino: a pandemia e atrapalhou tudo. Atrapalhou nada.
“Meu primeiro sentimento foi de desespero, pois a maioria dos nossos familiares mora fora como em Anápolis (GO), São Paulo, Curitiba e Brasília, e todos já haviam se preparado para tirar dias de folga no trabalho e comemorar conosco. Além disso, nós estamos morando em Bento Gonçalves (RS) e também nos programamos para ir a Minas para o casamento”, afirmou Mariana.

O casal teve o casamento adiado para julho, pois em agosto Mariana estará com oito meses de gestação e não gostaria de viajar. Moramos em Bento Gonçalves e são 1.380 km de distância. “O que tornou impróprio colocar a data em dezembro, pois o bebê estará muito pequeno e a viagem se tornaria muito complicada. Gostaríamos de fazer depois da gestação por isso, mas não conseguiremos devido ao curso que meu noivo, que é de Cássia, terá que fazer”, afirmou Mariana que vai se casar na Presbiteriana Betel.

Priscilla Faria Baldini e Weber de Assis Lemos Peixoto iriam realizar seu casamento no dia 2 de maio. O casal teve que adiar, mas ainda não conseguiu remarcar devido à dificuldade de conseguir conciliar todos os fornecedores para uma mesma data. “Estou cogitando a possibilidade de marcar em janeiro de 2021. Seria realizado na Igreja Matriz Senhor Bom Jesus dos Passos e a recepção no Espaço Vila Calango. Fiquei arrasada, pois é um momento que planejamos muito tempo e estávamos ansiosos pelo grande dia”, confessou Priscilla.

Noemi Priscila Guimarães Zen e Jonas Formaggio Zen optaram por fazer o casamento civil e aguardar a realização do religioso e a recepção em outra data. Dos 400 convidados inicialmente, este número foi reduzido para 18 pessoas, inclusive contando com o casal.

“A festa seria realizada no Auto Espaço e conseguimos adiar, mas ainda não temos data prevista. Até agora tivemos o prejuízo das flores, que já tinham saído antes desta decisão de adiar, mas não sabemos se vai mudar alguma coisa no valor dos outros contratos quando remarcarmos com a ajuda do cerimonialista Sisley”, afirmou a jornalista Noemi.