Destaques Esporte

Corinthians divulga balanço com dívida de cerca de R$1 bilhão

29 de março de 2021

Divulgação (Agência Brasil)

SÃO PAULO – O Corinthians divulgou o balanço financeiro de 2020 neste início de sábado. Além de confirmar o déficit na última temporada de R$ 123,3 milhões, pôde-se conhecer também a dívida total do clube até 31 de dezembro: R$ 956,9 milhões. O montante não engloba os valores relacionados ao estádio.

Esse valor acima é a diferença entre o total do passivo circulante e não circulante (R$ 1,2 bilhão) e o total do ativo circulante (R$ 333 mil). O primeiro valor é o que o clube tem a pagar a curto, médio e também a longo prazo. Já o segundo número é o que o clube tem a receber a curto prazo. A receita bruta do Corinthians no ano passado foi de R$ 474,3 milhões, sendo R$ 440,8 milhões ligados ao futebol e R$ 33,4 milhões provenientes do clube social.

No documento, esse valor é proveniente de: R$160,1 milhões de direitos de transmissão; R$71,1 milhões de patrocínios e publicidade; R$12,9 milhões de premiações, Fiel Torcedor, loterias e outras; R$189,2 milhões de repasses de direitos federativos (venda de jogadores); R$30,4 milhões do clube social e esportes amadores e R$7,3 milhões de arrecadação de jogos.

Essa última receita (arrecadação de jogos) também entra no documento como despesa, já que todos os valores relacionados à Neo Química Arena são repassados integralmente ao fundo que administra o estádio. Vale destacar a receita com repasses de direitos federativos, ou seja, a venda de jogadores. Com a colaboração da transferência de Pedrinho ao Benfica, de Portugal, esse item aparece com um valor incrível de R$ 189,2 milhões, quatro vezes mais do que 2019 (R$ 45,2 milhões).

Já sobre as despesas, o documento informa que o valor gasto com futebol em 2020 foi de R$ R$ 461,6 milhões. Esse montante engloba: os gastos com pessoal, geral e administrativo; serviços; depreciação de ativos; e arrecadação de jogos (item esse que é mencionado acima como receita). Já as despesas relacionadas ao social somam R$ 45 milhões.

Ou seja, tanto futebol quanto o social tiveram um déficit em 2020. E ambos dividiram a conta, exatamente, ao meio. A saber: Futebol, R$61,7 milhões (déficit) e Social, R$61,6 milhões (déficit), sendo o total do déficit do Corinthians em 2020, R$123,3 milhões.