Destaques Geral

Cooperativa de caminhoneiros rejeita greve em 1º de fevereiro

Por Adriana Dias / Redação

15 de janeiro de 2021

Foto: Arquivo FM

PASSOS – A Cooperativa de Transportes Rodoviários de Passos (CTRP) informou na tarde desta quinta-feira, 14, que não deve aderir à greve nacional dos caminhoneiros proposta pela categoria, prevista para iniciar em 1º de fevereiro. Um grupo vem tentando articular a mobilização para conseguir apoio e definir pautas que atendam à classe.


Você também pode gostar de:

Há seringas suficientes para começar vacinação, informa FNP

De acordo com o presidente da cooperativa passense, Marcelo Daher Grilo, este não é o momento para pensar em greve.

Não consigo entender a necessidade de uma greve neste momento tão delicado de pandemia. É desumano deixar faltar qualquer tipo de produto para os brasileiros. Aqui na região, se depender de mim, não terá greve. Se os motoristas se mobilizarem e quiserem conversar, claro, conversaremos, mas não partirá da cooperativa. O período de greve de 2018, no qual parou o Brasil foi algo necessário, mas a realidade era outra. Realmente o preço do diesel está impraticável, sem condições de trabalhar, mas, quem esperou até agora, pode esperar um pouco mais”, disse.

A organização nacional realizou uma reunião online na noite de quarta-feira, 13, com cerca de 50 lideranças dos caminhoneiros, na qual foi discutida uma pauta que vai desde manifestações contra o projeto BR do Mar (que incentiva a navegação pela costa brasileira) ao piso mínimo do frete e reclamações contra a política de preços de combustíveis.

O Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas (CNTRC) manteve a convocação para a greve em 1º de fevereiro. O presidente da entidade, Plínio Dias, afirmou que a definição da pauta é importante para colocar na mesa e ser chamado para diálogo com os órgãos responsáveis. “Até agora não fomos recebidos pelo governo, por isso a paralisação”, explicou ele aos demais motoristas.

O que você está achando, meu irmão? O senhor tem condições de rodar com seu caminhão nesse País, com combustível caro, insumo caro, tudo aumenta, tudo sobre e o frete está uma desgraceira. Pessoal, 250 litros de diesel estão quase R$1 mil. Não tem mais cabimento. De Curitiba para São Paulo sobra R$ 150 no final da viagem e está com o tanque seco, não sobra nada. Quem acha que a situação está ruim, pare dia 1º”, convocou Dias num grupo de WhatsApp.

Tem pessoas aí que ficam atrás de lideranças que se dizem de caminhoneiros alegando que não precisa parar. Isso é uma afronta. Às vezes essas pessoas não tem problemas, não tem caminhão, não estão nem aí para a categoria que representam. Mas garanto que já estão aparecendo muitas pessoas para o dia 1º.

As últimas tentativas de greve da categoria não vingaram por rachas entre as diversas entidades representativas no País. O governo federal aposta justamente nessa divisão para tentar desmobilizar a greve. Na Região Sul, caminhoneiros prometem em grupos de WhatsApp bloquear cidades e fábricas de alimentos, o que pode afetar o abastecimento de supermercados.

O Ministério da Infraestrutura (MInfra) esclareceu que a Associação Nacional do Transporte Autônomos do Brasil (ANTB) não é entidade de classe representativa para falar em nome do setor do transporte rodoviário de cargas autônomo e que qualquer declaração feita em relação à categoria corresponde apenas à posição isolada de seus dirigentes.


Secretaria anuncia curso de capacitação

PIUMHI – A Secretaria Municipal de Assistência Social de Piumhi promoveu, na manhã desta quinta-feira, 14, uma reunião para apresentar a nova equipe da comissão de avaliação de monitoramento do Marco Regulatório da Sociedade Civil e a equipe que dará apoio na captação de recursos para as entidades. A secretária de Assistência Social, Kátia Regina Faria Costa, anunciou o curso de capacitação de recursos Programa de Desenvolvimento Sustentável das Entidades Sociais, em parceria com a empresa Frutificar, que acontecerá no final desse mês.

Ficamos felizes por poder ofertar um curso desse porte para as entidades da nossa cidade. Queremos agradecer o deputado Estadual Antônio Carlos Arantes pelo suporte e viabilização desse encontro. Essa palestra que será comandada por Iron Muller, bacharel em Teologia, pós-graduado em Teologia e História das Religiões, pós-graduando em Docência do Ensino Religioso e pós-graduando em Teologia Sistemática Contextualizada, tem como objetivo ofertar capacitação para os gestores e colaboradores das organizações da sociedade civil, sobre as novas normas que regulamentam o processo de transferências dos recursos dos entes governamentais”, disse a secretária.

Kátia falou ainda que a secretaria está aberta para auxiliar as entidades sempre que for preciso. “Estamos abertos para receber sugestões, elogios e críticas. Uma das propostas dessa gestão é dar total auxilio a entidades de nossa cidade”, finalizou.

O presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e do Conselho Municipal da Assistência Social (CMAS), o advogado Davi Cornélio, explanou sobre o papel da Comissão de Seleção, Avaliação e Prestação de Contas das Parcerias Regidas pelo Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil (MROSC) e fixou as datas dos repasses dos recursos do município para as entidades.

A reunião que aconteceu na sala de cinema Victor Agresta contou com representantes de 19 entidades. Devido ao momento de pandemia e atendendo ao protocolo de segurança do enfrentamento ao covid-19, serão ofertadas duas vagas para cada entidade da cidade. A inscrição acontecerá nos dias 18 e 19 de janeiro. O Conselho Municipal de Assistência Social está funcionando à rua Tabelião Ovídio Arantes, 220.