Destaques Geral

Convênio não renovado prejudica clientes do Banco do Brasil

27 de novembro de 2020

Em Passos, os usuários do Banco do Brasil podiam recorrer a sete casas lotéricas. / Foto: Divulgação

PASSOS – A Caixa Econômica Federal confirmou ontem, 25, que não houve acordo no processo de renegociação para revalidar o convênio que mantinha com o Banco do Brasil (BB) para utilização de caixas compartilhados. Conforme os comunicados oficiais das duas instituições financeiras, os serviços foram definitivamente interrompidos no dia 18 deste mês, porém os motivos ou divergências não foram revelados à reportagem.

Antes da expiração do contrato, os clientes do Banco do Brasil podiam utilizar os caixas eletrônicos da Caixa em locais públicos ou privados como shopping centers, postos de combustíveis, panificadoras, supermercados, terminais rodoviários, prefeituras, entre outros. Em Passos, os usuários podiam recorrer a sete casas lotéricas, um posto de atendimento instalado no Fórum da Justiça do Trabalho e um correspondente bancário na Cohab V.

De acordo com a Caixa, como o banco é focado na prestação de atendimento igualitário a todos os brasileiros, há 25 mil pontos de atendimento disponíveis em todo o país, entre agências, lotéricas, correspondentes bancários, agências-caminhão e agências-barco. Em novembro, a instituição chegou a 105 milhões de poupanças digitais, o que representa a maior ação de bancarização (número de pessoas que têm acesso a serviços de instituições financeiras) da história do Brasil, além de ter alcançado o marco de 400 milhões de pagamentos do Auxílio Emergencial e do Auxílio Emergencial Extensão.

O fim do convênio entre BB e Caixa para uso das lotéricas e caixas eletrônicos deixou muitos moradores de Passos contrariados. “Ao invés de facilitarem as coisas para os cidadãos, estão é complicando ainda mais. Agora a gente não pode mais sacar dinheiro, depositar e fazer outros serviços bancários a não ser nas agências ou terminais eletrônicos do Banco do Brasil”, reclamou um correntista que preferiu não se identificar.

Outra cliente do Banco do Brasil, que também pediu para não ter o nome divulgado, desaprova a novidade. “Nem todos clientes do BB, como eu, tem ou sabem lidar com aplicativos. Ficou difícil demais, principalmente ter que ir à agência e pegar enormes filas”, disparou. Em seu site, o Banco do Brasil revela que iniciou ações para ampliar a rede de correspondentes, a Rede Mais BB, nos municípios em que os atendimentos eram realizados apenas por meio do convênio com a Caixa. Hoje, em Passos, a instituição financeira conta com uma agência na avenida Arouca, no Centro, com vários terminais de autoatendimento, além de dois caixas eletrônicos e dois correspondentes bancários instalados em outros pontos da cidade.