Destaques Geral

Consumo de café aumenta 35% durante período de isolamento

Por Talita Souza / Redação

5 de novembro de 2020

De acordo com a Abic, o consumo de café no Brasil vem crescendo consideravelmente. / Foto: Divulgação

PASSOS – O consumo de café subiu cerca de 35% durante a pandemia do novo coronavírus, segundo dados divulgados pela Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic). Para José Wilson, proprietário do Café Catita, de Passos, a pandemia foi uma oportunidade para empreender.

Quando entrou a pandemia, pensei que o pessoal, ficando em casa, passaria a gastar mais com café. Então aproveitei para fazer mais propaganda, em consequência disso eu aumentei as vendas”, conta.

Wilson explica que investiu em propaganda e promoções na intenção de atrair os clientes. De acordo com o proprietário, o Café Catita teve um aumento de 22% de vendas desde o início da pandemia. A Jacobs Douwe Egberts (JDE), empresa dona das marcas Pilão e L’or, apontou que os brasileiros consomem uma média de 3 a 4 xícaras de café por dia, sendo a bebida mais consumida no país, depois da água.

Segundo Regina Tasso, proprietária do Marselha Empório Fino de Passos, houve um aumento de 5 a 7% na procura pela linha de café gourmet da loja nos últimos meses. Para ela, esse aumento pode ter ligação com o distanciamento social.

Pode sim ter relação com o distanciamento social. As pessoas acabam consumindo mais café quando estão em casa”, afirma.

De acordo com a Abic, o consumo de café no Brasil vem crescendo consideravelmente desde de 2017, quando teve um aumento de 21,99 milhões de sacas, e o país segue na vice-liderança do consumo mundial da bebida. Segundo dados da Abic, o consumidor brasileiro toma cerca 661 xícaras de café por ano.

LEIA TAMBÉM: Funcionário da Santa Casa morre soterrado em obra