Destaques Esporte

Conmebol surpreende clubes e define data para retorno da Libertadores

15 de Maio de 2020

Divulgação (Agência Brasil)

CONMEBOL – O futebol vive um dos momentos mais difíceis e delicados de sua história. Sem a bola rolar, é quase impossível prever qualquer coisa que possa acontecer, até mesmo em um futuro próximo. Não somente no Brasil, mas clubes de todo o mundo também estão sofrendo com a falta de jogos, principalmente no que diz respeito ao lado financeiro.

Muitos patrocinadores estão reduzindo seus pagamentos e até cortando por inteiro, em virtude da falta de exposição de suas marcas nas partidas. As principais competições do mundo ainda não foram retomadas, o que aumenta a preocupação dos clubes. Na América do Sul, por exemplo, a Copa Libertadores segue paralisada, mas a sua organizadora, Conmebol, dá um “norte” de quando a bola voltará a rolar nos gramados sul-americanos.

A Libertadores deve retornar em agosto e manterá sua data de encerramento: 21 de novembro, com a grande final sendo realizada no Maracanã. O grande empecilho é que muitas fronteiras estão fechadas e dificilmente serão abertas.

Dos 10 países que disputam a Libertadores, 1 cancelou o futebol em 2020, 4 estão sem retorno definido e o restante retorna entre fim de maio e agosto. Libertadores só volta no mínimo em setembro, visando que Argentina fechou fronteiras.

A ideia é realizar uma reunião com representantes dos 10 países participantes da competição e discutir as questões sanitárias. O Brasil, por exemplo, atingiu a marca de 10 mil mortes por covid-19, sendo um dos epicentros da doença. Então mesmo que haja datas disponíveis para a realização dos jogos, os obstáculos são enormes.

Com a decisão praticamente tomada, a Conmbebol pediu à Fifa para que o Mundial de Clubes não seja adiado, se mantendo em dezembro – como costumeiramente acontece. A sede deste ano será o Qatar, que terá a última edição com sete times. Outro ponto que preocupa a entidade máxima do futebol são os portões fechados, assim “perdendo” dinheiro.