Destaques Geral

Concursos regionais de café valorizam a produção em Minas

15 de junho de 2021

concurso de café valoriza a produção em Minas

BELO HORIZONTE – A partir deste mês, cafeicultores mineiros já podem se inscrever nos concursos regionais de qualidade dos cafés promovidos no estado pela Emater-MG. As disputas, além de pontuarem os melhores cafés de cada região, contribuem para o fortalecimento do setor, melhoria dos grãos e agregam valor ao produto.

Entre os concursos previstos para este ano, um deles é de produtores da Canastra. As inscrições para o 6º Concurso de Qualidade dos Cafés da Região da Canastra podem ser feitas até o dia 10 de setembro e os interessados, para obter mais informações, podem entrar em contato pelo telefone (35) 3522-1166 ou pelo e-mail [email protected] Os regulamentos e todas as informações necessárias para participar estão disponíveis nos escritórios da Emater, local onde são feitas as inscrições.

“Estes concursos motivam os cafeicultores a trabalhar na melhoria do processo produtivo, em especial na qualidade dos cafés. E mostrar ao mundo bebidas exóticas e únicas, o que traz visibilidade e negócios para os cafés produzidos no estado”, diz o coordenador estadual de cafeicultura da Emater, Bernardino Cangussú.

Cangussú cita como exemplo a região cafeeira das Matas de Minas, que foi pioneira na realização de concursos regionais de qualidade dos cafés.

“A região, até então, era conhecida como produtora de cafés de baixa qualidade e, hoje, é referência mundial na produção de cafés especiais. Foi um trabalho longo, mas que despertou nos produtores a vontade de mudar”, conta ele.

Critérios

Nos concursos regionais, os grãos são avaliados nas categorias Natural e Cereja Descascados, Despolpados ou Desmucilados. São aceitas somente amostras de café arábica e grãos colhidos no ano de 2021, tipo 2, peneiras 16 e acima, com vazamento máximo de 5% e umidade entre 10% e 12%.

Os grãos passarão por análises física e sensorial. Também serão verificados critérios como: umidade, aspecto do produto quanto à secagem e cor, tipo e tamanho dos grãos, sabor e aroma, acidez, doçura e fragrância.

De acordo com Bernardino Cangussú, os concursos regionais possibilitam uma evolução dos cafeicultores participantes.

“Eles conseguem boas pontuações nas disputas e passam a trabalhar mais ainda por um aperfeiçoamento que os credencie a competir em alto nível, no concurso estadual”. 

Os concursos também são considerados uma importante ferramenta de assistência técnica e extensão rural. Com base nas análises feitas durante as disputas, os extensionistas da Emater e os produtores tomam decisões para melhorar a produção de grãos.

Os concursos regionais são uma iniciativa da Emater, órgão vinculado à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), com a parceria das prefeituras, entidades públicas, iniciativa privada, associações e cooperativas de produtores.