Destaques

Como é uma sessão de hipnoterapia?

Por Oronilce Donizete Figueiredo Júnior

12 de junho de 2020

A hipnoterapia é um processo terapêutico que vem adquirindo relevância frente aos tratamentos de doenças como ansiedade, fobias, síndrome do pânico, obesidade, tabagismo, transtorno do sono, baixa autoestima, gagueira, fibromialgia, entre outros.

O transe hipnótico permite que o paciente possa romper com crenças limitantes que instalam comportamentos e manifestam sintomas negativos em si. Os benefícios proporcionados pela técnica apresentam uma redução no tempo de tratamento e os pacientes se recuperam grandemente em poucas sessões.

Muitos ficam com o pé atrás por relacionar a prática com a hipnose de espetáculo, comumente vista nos programas televisivos, mas a hipnose clínica segue processos e etapas bem diferentes, assim como a sua premissa maior é recuperar a saúde e o equilíbrio mental dos pacientes, ao contrário dos truques feitos para divertir um público.

A hipnose é um processo natural, seguro e certificado pelo Conselho Federal de Psicologia como alternativa eficaz para o tratamento de vícios, fobias e outros problemas emocionais. Cada sessão tem aproximadamente uma hora de duração e o ideal é que as sessões sejam realizadas uma vez por semana. Na primeira sessão já é possível sentir os resultados, mas algumas pessoas precisam de duas ou três para resultados mais concretos.

Basicamente, o processo hipnoterápico tem 5 etapas: entrevista(anamnese), indução ao relaxamento, aprofundamento, sugestões e a saída do transe.

Na primeira etapa, o hipnoterapeuta realiza uma entrevista com o paciente buscando identificar as possíveis causas que instalaram os problemas e as dificuldades. Desta forma, o profissional pode decidir quais as melhores direções seguir durante a hipnose. Depois de obter as informações necessárias e o paciente tiver retirado suas dúvidas sobre a hipnoterapia, passamos para próxima etapa.

O cliente se posiciona de forma confortável em um assento e fechando os olhos, passa a ouvir as instruções do hipnoterapeuta que o ajuda a relaxar e entrar num estado que chamamos de sono terapêutico, repleto de tranquilidade. Quanto mais relaxada, maior a clareza dos pensamentos e mais preparado para o estado profundo de transe.

Após o relaxamento, o hipnoterapeuta conduz o paciente para um transe aprofundado onde o filtro crítico da mente consciente

é rompido e a comunicação com a mente inconsciente pode ser realizada. A hipnose objetiva fazer com que a mente inconsciente aceite as sugestões propostas.

Quando o paciente estiver em estado profundo de relaxamento, o hipnoterapeuta inicia com as sugestões e passa trabalhar as questões que motivaram o paciente a buscar pelo tratamento. As melhorias discutidas durante a entrevista será diretamente propostas ao inconsciente e se pretendem a realizar as mudanças. O paciente fica consciente em todo o processo e sempre ouve a voz do hipnoterapeuta.

A última etapa é quando o paciente retorna do estágio de transe para o estado normal e uma conversa final é realizada para concluir a sessão. Lembrando que o paciente pode interromper o transe quando quiser e não é obrigado a fazer nada fora de sua vontade.
O tratamento hipnoterápico pode ajudá-lo com problemas que você vem enfrentando e devolver o equilíbrio emocional que necessário para que se recupere e melhore todos as áreas da vida.

ORONILCE DONIZETE FIGUEIREDO JÚNIOR é psicólogo, hipnoterapeuta e proprietária da Clínica Auto Domínio Psicologia.