Destaques Economia

Como aproveitar a Black Friday

27 de novembro de 2020

A Black Friday, celebrada pelo comércio sempre na última sexta-feira do mês de novembro, e, neste ano, em 27 de novembro, já se tornou uma data tradicional de descontos e promoções. Entretanto, apesar de aparentemente oferecer vantagens aos consumidores, especialistas orientam sobre a importância de fazer um planejamento financeiro para aproveitar a data, além de observar se as ofertas são reais. No caso das compras pela internet, que devem predominar neste período de pandemia, a orientação é atentar para a segurança dos sites, principalmente em relação aos dados pessoais, para não cair em fraudes e garantir que os direitos do consumidor sejam cumpridos.


O que você também vai ler neste artigo:

  • Sites confiáveis
  • Compras on-line
  • Pagamento
  • Cancelamento

Sites confiáveis

A Associação Brasileira de Defesa do Consumidor – Proteste aponta que o comprador precisa desconfiar de ofertas com preço muito reduzido, pois isso pode ser indício de fraude. A Agência de Proteção e Defesa do Consumidor também alerta para a necessidade de pesquisar preços em sites confiáveis, de modo a garantir que o desconto em questão é real, e não, simplesmente, uma oferta de produtos “pela metade do dobro do preço”.

Compras on-line

Em meio à pandemia do coronavírus, muitas empresas investiram nas vendas por sites e redes sociais. Entretanto, caso o consumidor não conheça a loja na qual pretende comprar na Black Friday, é preciso obter informações acerca do serviço prestado, de prazos de entrega e até mesmo buscar opiniões de outros consumidores que tiveram experiências anteriores com aquela loja. É importante ainda observar se constam no site todos os dados do fornecedor, como Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), endereço, telefone e Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC). Normalmente, estas informações estão no rodapé da página principal.

Pagamento

Outra dica é verificar as formas de pagamento e estar atento se houver poucas opções. De acordo com o Código de Defesa do Consumidor (CDC), as empresas têm a obrigação de apresentar diversas formas de pagamento. Caso opte pelo pagamento por cartão de crédito, é preciso se certificar de que o site é seguro. O consumidor deve ficar atento também aos pagamentos por boletos bancários, pois há relatos de golpes via emissão de boletos falsos, que direcionam o pagamento para uma conta de pessoa física, e não para a conta de uma empresa. Também há casos em que o único meio de pagamento disponível é o depósito em conta, e é preciso desconfiar.

Cancelamento

Conforme o Código de Defesa do Consumidor (CDC), compras realizadas fora do estabelecimento comercial podem ser canceladas em até sete dias. Entretanto, para garantir seus direitos, o consumidor deve guardar todos os dados das compras, como número do protocolo, confirmação do pedido, mensagens trocadas com o fornecedor e outras informações que comprovem as condições tratadas. Isso facilitará o processo de reclamação, caso ocorra algum imprevisto.