Destaques Geral

Comércio é o setor que mais demite em Passos

Por Beatriz Silva / Redação

3 de julho de 2020

Foto: Divulgação

PASSOS — Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) revelam que o setor comercial é o que mais tem demitido em Passos. Conforme o estudo, entre janeiro e maio deste ano, o total de vagas extintas no segmento foi de 1.277. Apesar do total de demissões, o número é 17,55% menor que o registrado no mesmo período do ano passado, quando nos primeiros cinco meses do ano, o comércio foi responsável por 1.549 desligamentos.

Em relação às admissões do setor, o resultado é de 1.020 contratações entre janeiro e maio de 2020, o que representa 422 contratações a menos, em comparação a 2019, quando 1.442 pessoas firmaram acordos com carteira assinada.

Com 1.069 admissões, 1.160 desligamentos e saldo negativo de 91 oportunidades, o segmento de serviços é o segundo ramo com maior número de demissões. Caso comparado a 2019, o estudo mostra que o total de contrações está 28,78% menor, uma vez que, no ano passado, 1.501 trabalhadores foram admitidos. Já em relação aos desligamentos, no território passense, 1.417 pessoas perderam o emprego no ano passado, fazendo com que o resultado seja 18,13% maior que o de 2020.

O setor industrial, que de janeiro a maio de 2019 contratou 853 trabalhadores e demitiu 743 indivíduos, neste ano, contratou 339 pessoas e extinguiu 568 vagas. Já a construção civil, que encerrou os primeiros cinco meses de 2019 com 548 demitidos e 329 contratados, registrou 424 contratações e 333 desligamentos nos primeiros cinco meses de 2020.

Por último, o setor agropecuário demitiu 80 trabalhadores até maio deste ano. O número é 58,11% menor que o resultado de 2019, quando 191 indivíduos foram desligados de suas funções trabalhistas; em relação ao quantitativo de contratações, a agricultura admitiu 79 pessoas este ano, representando 121 trabalhadores a menos que no mesmo período do ano passado.