Destaques Tecnologia

Com foco em meditação, app Glorify mira cristãos fora da igreja no Brasil

5 de fevereiro de 2021

O aplicativo europeu Glorify anunciou nesta semana o lançamento oficial da sua plataforma no País. / Foto: Divulgação

Na onda dos serviços de bem-estar e meditação durante a pandemia, o aplicativo europeu Glorify anunciou nesta semana o lançamento oficial da sua plataforma no Brasil. Com mais de 160 mil downloads no mundo, o serviço quer trazer digitalmente vertentes da religião cristã para pessoas que não se vêem, necessariamente, frequentando igrejas em seus momentos de reflexão.

O app foi criado em 2019, pelos britânicos Henry Costa e Ed Beccle, e nasceu com a proposta de unir rede social, aplicativo de música e meditação. Dentro do serviço, é possível encontrar abas para ler passagens bíblicas, escutar músicas cristãs, meditar com guias espirituais e até um diário, para que o usuário possa anotar suas experiências.
Por aqui, o app começou a ser testado no início do ano e já acumula mais de 100 mil downloads, sendo o País com mais usuários no mundo. Presente também na Europa e Estados Unidos, o Glorify soma cerca de 70 mil sessões diárias e 170 mil minutos de oração entre os adeptos.

Nosso objetivo é construir uma ferramenta para que os cristãos tenham o hábito de se conectar com Deus diariamente, mesmo sem conseguir ir até uma igreja ou fazer parte de uma comunidade cristã. Isso se mostrou ainda mais necessário em um momento em que não é seguro sair de casa“, explica Henry Costa, cofundador do Glorify. “O Glorify nasceu antes da pandemia, mas a pandemia certamente aumentou a necessidade do Glorify no mundo”.

O boom dos apps de bem estar encontrou espaço durante a quarentena: no Brasil, aplicativos de saúde mental como o Vittude e o ZenClub viram seus números crescerem exponencialmente em 2020, com a ideia de usar a tecnologia para ajudar nos momentos de descanso, em diversas vertentes.

O Glorify aplica técnicas de aprendizado, como pequenos exercícios e interações distintas. O app é gratuito e está disponível nas lojas de aplicativo da Apple, para iPhone, e do Google, para celulares Android. Tempos de quarentena podem ser particularmente desafiadores para manter a saúde mental (e física). Felizmente, a tecnologia também pode ser uma aliada. Alguns aplicativos desenvolvidos por startups brasileiras têm ajudado nesse período:

Cogni App

O Cogni usa métodos da Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) para registrar sentimentos ao longo do dia e associá-los a eventos ou acontecimentos que os provocaram. Ajuda a perceber os gatilhos mentais para estados emocionais positivos ou negativos e controlá-los melhor, além de fazer a ponte com terapeutas.

Zen

Tem dezenas de meditações guiadas, além de programas e conteúdos ligados a bem-estar, para temas como redução de stress, melhoria do sono, dentre outros.

Zenklub

Conecta usuários com psicólogos de diversas linhas de atuação para realização de terapia online. É focado para empresas, que querem estender o benefício a seus funcionários, mas possui também planos individuais.

Mynutri

Saúde mental também tem a ver com a física. O Mynutri ajuda a manter uma alimentação sauável, criando programas alimentares e conectando-os com nutricionaistas. Através de fotos do que você come, enviadas pelo app, é possível recever feedbacks de profissionais e ajustar a dieta.

Gympass

Ainda na linha da saúde física, o Gympass oferece uma assinatura que dá acesso a uma grande rede de academias pelo país. Durante a pandemia, o app se adaptou bem para o mundo online, oferecendo aulas ao vivo em grupo ou individuais. Também tem o Wellness, que oferece com uma única assinatura acesso premium a diversos aplicativos de bem estar, inclusive alguns aqui dessa lista. Assim como o Zenklub, foca em empresas, mas tem também planos individuais.