Destaques Geral

Coleta de alumínio em Passos continua em alta

Por Ézio Santos/ Especial

18 de dezembro de 2020

LATINHAS DE CERVEJA E REFRIGERANTES, SÓ PODEM SER TRANSPORTADAS EM FORMATO DE FARDOS. / Foto: Reprodução

PASSOS – O Brasil permanece entre os maiores recicladores mundiais de latas de alumínio para bebidas. Em 2018, foram coletadas e reaproveitadas 96,9% dessas embalagens. Em Passos, este tipo de material é considerado um metal preciosíssimo pelos catadores, associações e estabelecimentos comerciais. Em termos de valores por quilo, apenas o cobre e o bronze têm preços mais elevados.


Você também pode gostar de:

Apae realiza Pit Stop

A Associação de Apoio aos Catadores de Materiais Recicláveis (AAção) de Passos, é um dos pontos de compra dos diversos tipos de objetos que passam pelo processo de remanufatura. Segundo o presidente da entidade, Gilson de Oliveira Wenceslau, o alumínio é o produto mais adquirido, depois do papel, plástico, metal ferroso e vidro.

Por ser um material bastante usado pelas indústrias de alimentos e bebidas em todo o mundo, o alumínio, principalmente em forma de latinha, é bastante procurado pelos catadores e fácil de se encontrar. É um dos poucos recicláveis que é separado por comerciantes e famílias dos demais rejeitos sólidos”, comentou o policial militar aposentado.

A nova sede do Centro de Triagem da Associação se localiza na avenida dos Industriais, 255, bairro Belo Horizonte, rua Santa Casa, 839, bairro Penha. Possui 11 funcionários remunerados, 20 catadores e todos recebem uma cesta básica por mês. “Nós também contribuímos com algumas entidades assistenciais às famílias carentes”, completou Wenscelau.

A média mensal de venda de latinhas de alumínio em 2020 na AAção é de 210 quilos. A origem do material vem da compra de catadores, coleta seletiva realizada junto às residências e instituições/empresas, bem como entrega voluntário junto ao centro de triagem.

Há também em Passos, uma outra entidade que também executa o mesmo trabalho da AAção, contudo a diferença é que a Cooperativa de Materiais Recicláveis do Sudoeste Mineiro (Coocares) tem um grupo de 12 pessoas que saem pelas ruas recolhendo tudo a ser reaproveitado como matéria-prima para um novo produto, ou recebe como doação em sua sede alugada na travessa Rui Barbosa, 340, bairro Canjeranus.

Aqui não temos muito alumínio, porque é um objeto que rende dinheiro aos ser vendido em outros lugares. Nós não compramos nada, só ganhamos e depois vendemos para repartir o dinheiro com as nossas famílias cooperadas”, explicou o presidente Olário Alves Ribeiro.


Destino

Em Passos e região há várias empresas que compram todos os tipos de materiais recicláveis das associações, cooperativas e pontos de coletas. O produto mais abundante e valioso é, sem dúvidas, o alumínio, comercializado entre R$ 4,70 e R$ 5.

Dimas Antônio de Faria, proprietário da Difer, em São Sebastião do Paraíso (MG), é um dos compradores de recicláveis em Passos e cidades circunvizinhas, afirmou que apesar do trabalho intenso até a revenda para uma empresa de Campinas (SP), é compensatório.

No caso do alumínio, além de buscá-las, temos que fazer a triagem, acondicioná-las em forma de fardos para o transporte até o seu destino final, as fábricas de bobinas”, contou.

O comerciante afirmou ainda que entre 15 e 20 dias, são suficientes para juntar 12 toneladas de latas de alumínios, peso correspondente a uma carga total. Dado interessante revelado por Dimas, é que a quantidade de latinhas de cerveja e refrigerantes compradas durante a pandemia dobrou.

A coleta e o reaproveitamento de 96,9% das embalagens de alumínios no Brasil, equivale dizer que foram reaproveitadas quase todas as latas que entraram em circulação no mercado, cerca de 26 bilhões de unidades. Em números exatos: das 330,3 mil toneladas de latinhas que foram comercializadas no período, 319,9 mil toneladas foram recicladas. O levantamento é feito com base em números apurados pela Associação Brasileira do Alumínio (Abal) e a Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alumínio (Abralatas).