Destaques Esporte

Clube Passense contrata Flávio Queiroz e quer disputar segunda divisão

Por Nathália Araújo / Redação

18 de julho de 2020

Após firmar parceria com empresa paulista, time contratou técnico e revelou que pretende disputar o Campeonato Mineiro neste ano. / Foto: Divulgação

PASSOS – O saudoso Clube Passense de Futebol e Cultura está reestruturando o seu departamento profissional com o objetivo de disputar o Campeonato Mineiro da Segunda Divisão ainda neste ano. Todo o planejamento foi criado por meio de uma parceria com a empresa paulista Time do Bem Sports, que é a responsável pela montagem do elenco que vai entrar em campo na temporada que se aproxima.

Para voltar a participar da Segunda Divisão estadual, o novo técnico do time alviverde será Flávio Queiroz, profissional que já esteve à frente de equipes como Portuguesa-SP, São Bento-SP, Rio Verde-GO e Quirinópolis-GO, além de também já ter sido o coordenador responsável pelo treinamento dos jogadores que ocupam as categorias de base do Uberlândia Futebol Clube.
Queiroz revela que ficou muito contente ao ser selecionado e diz que está ansioso para dar início ao trabalho em campo.

É uma grande honra fazer parte deste momento que será marcado pela volta do clube. As pessoas me passaram muita seriedade e espero contribuir da melhor maneira possível com esse projeto. Estou com muitas expectativas para que tudo dê certo e que os jogos comecem em breve”, contou o novo técnico.

Na direção do time local está o presidente do Conselho Deliberativo, Davi de Oliveira, e o presidente do Conselho Executivo, Rogério Santos. Representando a prefeitura de Passos, que apoia o projeto, está o secretário municipal de Esportes, Flávio Sarno, conhecido como Mamão.

Fechamos essa parceria [com a empresa Time do Bem Sports] porque vimos a necessidade de ampliar as oportunidades neste mercado, além disso, a ideia é criar uma equipe forte, composta por bons jogadores, mesclando os que já possuem experiência com outros jovens, para que adquiram conhecimentos técnicos. Queremos um time competitivo para disputar em igualdade com as outras equipes”, explicaram Oliveira e Santos.

Um fato que permaneceu marcado na vida dos torcedores foi o acesso do clube ao Módulo II, em 2007. Depois de enfrentar inúmeras dificuldades financeiras no ano seguinte, o time precisou abandonar o campeonato, que já estava em andamento. Por esse motivo, os jogos foram anulados e uma multa ainda foi aplicada, o que acabou levando o Passense a encerrar as atividades do futebol profissional.