Destaques Turismo

Circuito Nascentes das Gerais e Canastra promove capacitação para gestores

23 de janeiro de 2021

O objetivo de preparar os gestores para o processo de habilitação do critério Turismo da Lei Robin Hood de Minas Gerais, conhecida como “ICMS Turístico”. / Foto: Divulgação

PASSOS – O Circuito Turístico Nascentes das Gerais e Canastra promoveu uma capacitação voltada aos gestores Municipais de turismo que compõe o circuito com o objetivo de prepará-los para o processo de habilitação do critério Turismo da Lei Robin Hood de Minas Gerais, conhecido como “ICMS Turístico”.

Considerando as enormes dificuldades que o setor turístico tem enfrentado desde o início da pandemia, é fundamental preparar da melhor maneira possível os gestores municipais para garantir que esses quesitos do repasse estadual sejam preservados para manter uma estabilidade mínima do turismo nos municípios e na região.

De acordo com o presidente do circuito, José Eduardo de Almeida, em um ano em que muitos gestores estão iniciando seus trabalhos na pasta municipal do turismo, devido ao início de novas gestões Municipais, a publicação de um novo decreto de regulamentação dos requisitos de habilitação demonstram claramente necessidade observada pelo circuito de oferecer essa oportunidade para que os profissionais possam compreender de forma mais profunda e abrangente o processo que estrutura o Sistema Municipal de Turismo dos municípios da região e também criar uma possibilidade de debate direto com o mediador para esclarecer dúvidas mais pontuais que sempre diferem de um município para outro.

Dos 18 municípios associados ao circuito, participaram de forma ativa 16 cidades com seus respectivos representantes, sendo elas, Alpinópolis, Ilicínea, São José da Barra, Carmo do Rio Claro, Guapé, Capitólio, Piumhi, Vargem Bonita, São Roque de Minas, Tapira, São João Batista do Glória, Pratápolis, Cássia, Ibiraci, Delfinópolis e Claraval.

A capacitação foi coordenada pela empresa Golla Consultores Associados, que já tem uma bagagem de dez anos em políticas públicas de turismo e ordenamento de destinos turísticos e foi aplicada pelo turismólogo e jornalista Mário Batista Filho, conhecido como Marinho, que tem 25 anos de experiência na área, possuí especialização em políticas públicas de turismo, tendo sido presidente do Circuito Turístico Serras Verdes do Sul de Minas e vice-presidente da Federação dos Circuitos Turísticos do Estado de Minas Gerais (Fecitur).