Destaques Geral

Chuvas provocam estragos em Piumhi, Capitólio e região

15 de outubro de 2020

Foto: Reprodução

PIUMHI – Uma forte tempestade, acompanhada de ventos de grande intensidade, atingiu, na tarde de ontem, os municípios de Capitólio, Piumhi, Formiga, Pimenta e Arcos. Com a força da ventania, árvores e outros objetos foram lançados sobre a rede elétrica, provocando interrupção de energia em alguns pontos desses municípios.
Também houve grande incidência de descargas atmosféricas, o que prejudicou o fornecimento de energia, segundo registro feito pela Cemig.

Imediatamente após a ocorrência, a companhia iniciou os atendimentos e reforçou o número de equipes acionadas para os locais afetados. A previsão é que, devido à extensão dos estragos, as equipes da Cemig iriam trabalhar de forma ininterrupta, inclusive durante a madrugada, até que o sistema elétrico da região esteja normalizado. A Cemig alerta a população que, em períodos de tempestades, não se deve aproximar de cabos partidos e nem de árvores caídas, porque elas podem esconder os fios soltos da rede elétrica. Também é importante verificar se telhas e tampas de caixa d’água estão bem afixadas, para evitar que sejam lançadas, pelo vento, contra a rede elétrica.


Previsão

Após uma frente fria passar pela região no último fim de semana, a previsão é de tempo nublado e chuvoso durante na região Centro-Oeste de Minas Gerais. Segundo Ruibran dos Reis, climatologista do Climatempo, as pancadas de chuva devem atingir a região durante a tarde e se intensificam ainda mais a partir desta quinta-feira, 15, com a chegada de um novo sistema frontal.

A umidade relativa do ar apresenta uma boa elevação, ficando entre 35% e 75%. O índice ainda não é o ideal apontado pela Organização Mundial de Saúde (OMS): de 60% a 80%. No entanto, a região está fora do estado de emergência. As temperaturas também sofrem alteração e as máximas devem variar entre 32ºC e 34ºC. Para as mínimas é esperado que os termômetros marquem entre 13ºC e 16ºC.

A segunda metade de outubro marca o começo do período chuvoso em Minas Gerais, e o forte calor deve dar uma trégua à população do Centro-Oeste do estado. “Não há mais possibilidades de novas ondas de calor com tanta intensidade, como a que ocorreu na semana passada”, conta o climatologista.