Cidadania Destaques

Centro Pop Padre Léo completa 1 ano

21 de julho de 2020

Foto: Divulgação (Agência Brasil)

PASSOS – Há um ano, o Centro de Referência Especializado para a População em Situação de Rua (Centro Pop) Padre Léo vem realizando atendimentos especializados em Passos. O projeto é fruto de uma parceria entre a prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho e Renda (Sedest), e o Educandário Senhor Bom Jesus dos Passos. Com isso, as atividades que antes eram desenvolvidas pela Cantina do Padre Léo foram ampliadas.

O que você também vai ler neste artigo:

  • Pandemia altera medidas de acolhimento

Durante os doze meses, foram prestados auxílios individuais e coletivos, ofertadas oficinas e desenvolvidas atividades de convívio e socialização, bem como ações que incentivam o protagonismo e a participação social das pessoas em situação de rua. Além disso, conforme explicou a coordenadora administrativa, Vanessa Magri, o Centro Pop ainda oferta aos assistidos refeições diárias, incluindo o café da manhã e almoço, um kit de higiene pessoal e espaços destinados a guarda de pertences, como armários e lavanderias.

Diariamente, o Centro Pop auxilia em média 60 pessoas, concedendo oficinas de teatro, informática, disponibilizando filmes e documentários, através do projeto Cine Pop, palestras com a equipe do Consultório na Rua e parcerias com educadores físicos, cabeleireiros e profissionais artísticos que desenvolvem diversas atividades com eles”, comentou Magri.

Vanessa ainda informou que o serviço oferecido pelo Centro de Referência pode ser acessado de forma espontânea pela pessoa em situação de rua, por encaminhamento do serviço especializado em abordagem social e da própria rede de atendimento, ou por direcionamento da população.

Não é necessário que o munícipe tenha uma documentação completa para acessar o serviço ofertado pelo Centro Pop. Atualmente, a equipe é composta por coordenador, assistentes sociais, psicólogo, orientadores sociais e diversos profissionais que orientam os assistidos em relação aos órgãos que devem ser procurados, dependendo da situação ’’, completou a coordenadora.

Responsável pela pasta que assiste o Centro de Referência, a secretária da Sedest, Tatiana Capute, ressaltou como é significativa a política de assistência à pessoa em situação de rua, e a importância do Comitê Intersetorial que originou o Centro Pop.

Completamos um ano de uma grande parceria com o Educandário, com a Secretaria de Saúde e com a atuação do Comitê para a defesa desses direitos e garantias. Avançamos no atendimento da política pública dessa população, que tem crescido muito no município, com abordagens sociais, buscas ativas e com um acolhimento emergencial, por meio de uma ampla equipe, para melhor atender a pessoa em situação de rua, uma vez que neste período de pandemia as demandas aumentaram’’, finalizou Capute.

Pandemia altera medidas de acolhimento

PASSOS – Em decorrência da pandemia do coronavírus, medidas de acolhimento às pessoas em situação de rua sofreram mudanças para evitar possíveis aglomerações. Dessa forma, as mulheres estão sendo acolhidas no Albergue Santo Agostinho e os homens, no Ginásio da Barrinha.

Como todas as ações são realizadas conforme as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), os respectivos pontos de acolhimentos estão respeitando o distanciamento social necessário e executando ações de orientação e conscientização quanto aos cuidados de prevenção, juntamente com o Consultório na Rua. Os acolhimentos diários são realizados pela equipe técnica do Centro Pop, que realiza a medição de temperatura e o questionário sobre sintomas da covid-19, além de disponibilizar máscaras e álcool em gel aos assistidos.

Para a diretora de departamento da Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho e Renda (Sedest), Norisney Lemos Freire Zaparoli, o Centro Pop é um projeto que tem sido aplicado gradativamente, uma vez que o trabalho é desenvolvido em rede, havendo uma articulação de atendimento no município de Passos que faz com que o serviço assista quem realmente precisa.

Essas ações eram anteriormente ofertadas pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), que é o serviço prestado às famílias e aos indivíduos em situação de risco pessoal e social, por violação de direitos. No entanto, a partir da busca pela adesão à Politica Nacional houve a implantação de um Comitê Intersetorial e, consequentemente, a inauguração do Centro Pop Padre Léo’’, observou Norisney.