Destaques Geral

Censo demográfico pode ser adiado para 2022

26 de agosto de 2020

Foto: Site EBC

PASSOS – Como mais um dos efeitos causados pela pandemia do novo coronavírus, o Censo Demográfico 2020 foi reprogramado para o ano que vem. A decisão foi tomada para diminuir o risco de contágio da doença. Entretanto, governo federal elaborou um projeto – que ainda será enviado ao Congresso Nacional – com o intuito de adiar a pesquisa para 2022 e remanejar os recursos destinados ao censo para outros setores.

Ao longo das discussões sobre as propostas do Orçamento 2021, foi sugerido que toda a verba do Censo 2020 seja direcionada aos ministérios, especialmente ao da Defesa, que terá um orçamento de R$ 111 bilhões. Em nota, a pasta da Economia determinou que todas as solicitações de planejamento devem ser enviadas até o fim deste mês, enquanto a Saúde informou que não foi questionada sobre o possível adiamento.

Segundo Sérgio de Oliveira Sofiati, colaborador do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), empresa responsável pelos levantamentos, os trabalhos seguem normalmente, com a possibilidade de que o censo seja realizado no ano que vem. “Isso não está em nossas mãos, não depende de nós e, por isso, não sabemos dizer quando vai ocorrer, mas estamos trabalhando com muita dedicação e nos preparando para seguir o planejamento”, explicou o técnico de informações geográficas e estatísticas.

Uma nota acerca do assunto também foi publicada no portal da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), destacando a importância da realização das pesquisas.

O número de habitantes define os coeficientes para o repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), principal fonte de custeio da maioria das cidades, bem como das transferências de inúmeros programas federais. Além disso, o Censo é a mais importante radiografia do Brasil, e os indicadores demográficos e socioeconômicos produzidos orientam investimentos e subsidiam políticas governamentais”, explicou a entidade.

Caso as propostas não sejam efetivadas e nenhuma outra alteração seja definida, o próximo censo demográfico deve ter início em julho de 2021. Os questionários devem ser aplicados em cerca de 71 milhões de residências em todo o Brasil.